Streamer compra produto de R$ 14 mil na Amazon e recebe areia

A vítima desconfiou do peso da embalagem e decidiu filmar a abertura do pacote; o prejuízo ultrapassa os R$ 14 mil.

Comprar em lojas virtuais se tornou um hábito comum para muitos brasileiros, seja pela praticidade de receber os produtos em casa ou vantagem de economizar ao utilizar cupons de desconto nos pedidos. Entretanto, em alguns casos o barato pode sair caro quando a compra recebida não condiz com o que foi anunciado no site, principalmente em caso de fraudes.

aplicativo-da-amazon-no-celular

Na semana passada o streamer Maurício Takeda, filho do cartunista Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica, divulgou em suas redes sociais ter sido vítima de um golpe ao efetuar a compra de uma placa de vídeo GeForce RTX 3090 Ti pelo preço de R$ 14 mil e ter recebido em sua cada três potes com areia em vez do item adquirido.

Conforme conta em um vídeo publicado em seu perfil no TikTok, o produto foi comprado em um anúncio com descrição de “vendido e entregue pela Amazon“, no entanto, ao receber a encomenda Takeda desconfiou do peso da embalagem e por se tratar de uma compra de alto valor decidiu filmar o processo de abertura, ação que posteriormente se mostrou acertada.

Ao constatar ter sido vítima de um golpe, ele acionou os canais oficiais da Amazon Brasil buscando ressarcimento do valor pago ou envio do produto, tal como previsto no Art. 35 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que determina que “caso o vendedor se recuse a cumprir a oferta, o consumidor pode exigir o cumprimento forçado, aceitar outro produto ou serviço equivalente, ou desistir da compra, com a devolução total do valor pago, acrescidos de eventuais perdas ou prejuízos”.

Embora tenha contatado o SAC da loja, Maurício ainda não teve seu problema resolvido mesmo após passados 15 dias do recebimento e contato. Para tentar reparação, o consumidor acionou o Procon-SP, Reclame Aqui e também realizou um boletim de ocorrência na Polícia Civil.

A acusação deve ser levada ao Juizado Especial Cível (popularmente conhecido como “pequenas causas”) para que a Amazon se responsabilize pelo produto.

Entenda o caso

@maurisousa_ Comprei uma placa de vídeo e recebi potes de areia da @amazon ♬ som original – MauriSousa_

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x