Mapa da qualidade de internet do Brasil no primeiro semestre de 2022

O levantamento considera o desempenho médio da internet nas principais regiões do Brasil; Sudeste e Centro-oeste lideram.

O acesso à Internet se tornou uma ferramenta indispensável após a pandemia de 2020, período em que a sociedade teve que se adaptar a um novo estilo de vida totalmente digital em prol do distanciamento social migrando tanto o ensino quanto o trabalho — que eram outrora presenciais — para o formato remoto.

Pessoa utilizando o tablet.

Essa repentina mudança elevou rapidamente a insatisfação dos brasileiros com o serviço de banda larga fixa residencial, no entanto, números recentes divulgados pelo Minha Conexão, plataforma que reúne dados sobre a qualidade da internet no Brasil, mostram que atualmente mais da metade dos estados contam com velocidade suficiente para proporcionar experiência de navegação satisfatória.

Considerando resultados de 9,2 milhões de testes de qualidade feitos pelos usuários no primeiro semestre deste ano, a empresa criou um panorama que mostra o desempenho em cada região do país. Cada pontuação obtida corresponde a um nível de satisfação, sendo 0 insuficiente, 1 a 6 má qualidade, 7 a 8 qualidade intermediária, e 9 e 10 boa qualidade.

Segundo Alexandre Martins, porta-voz do site, os cálculos “tiveram como base as velocidades e latência da conexão dos usuários para gerar notas que refletissem a experiência online real dos brasileiros”.

Veja abaixo cada cenário:

Internet para navegação diária

Começando pelo quesito que certamente é um dos mais relevantes antes de contratar um serviço de internet banda larga, a navegação diária se mostra pertinente por reunir em uma única categoria o uso de redes sociais, aplicativos, pesquisas na web, etc.

De acordo com os dados do Minha Conexão, quase 85% das medições recentes apontaram para conexões definidas como “boas”, principalmente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, que lideram com as melhores velocidades frente aos demais.

desempenho-da-internet-geral

Internet para streaming

A qualidade de streaming também se mostrou superior nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, respectivamente; em âmbito nacional, a média foi de 77,4%, resultado que surpreende por quase alcançar 80% na reprodução de conteúdos com resolução 4K.

Os estados do, Piauí, Distrito Federal, São Paulo e Goiás foram os únicos nos quais mais de 80% dos testes dos usuários identificaram conexões de alto nível, enquanto Pernambuco, Bahia, Pará, Roraima e Acre obtiveram a menor porcentagem de boas conexões da lista — todos abaixo de 70% do total.

Veja os gráficos:

desempenho-da-internet-em-streaming

Internet para jogos

Por último, o levantamento também considera a velocidade de internet durante a gameplay. No geral, o público gamer costuma investir mais caro para ter à disposição uma banda larga de alta velocidade e baixa latência, mas há exceções.

No Brasil, o tempo médio de atraso foi de 47 ms, sendo que quanto maior pior é a experiência nos jogos. Nas regiões Centro-Oeste e Sudeste a latência registrada foi de 41 ms e 46 ms, nesta ordem.

Novamente, o Sul e Nordeste brasileiro não se sobressaíram com 49 ms em cada, ficando atrás apenas da região Norte com o pior desempenho: 57 milésimos de segundo.

desempenho-da-internet-em-jogos

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x