InícioTV por AssinaturaSucesso de série derruba servidores do Disney+

Sucesso de série derruba servidores do Disney+

Cheio de alarde e com conteúdos de ‘grifes’, parece que o Disney Plus ainda não acertou na tecnologia; entenda o ocorrido.

Reprodução Disney+ (Série WandaVision)
Imagem: Reprodução Disney+ (Série WandaVision)

Estratégico, o Disney+ aterrissou no Brasil cheio de parcerias e, corajosamente, definiu que teria um foco mais em conteúdo infanto juvenil, sem temer ser visto como “limitado” pelos consumidores.

A confiança mora justamente na disponibilização de séries e filmes das franquias Star Wars, Pixar, Marvel e outras, que carregam uma imensidão de fãs mundo afora.


Em número de assinantes, a Disney conseguiu provar que as franquias, vistas como ‘grifes’ no audiovisual, são suficientes para movimentar os lucros da plataforma, visto que o número de clientes é crescente.

No entanto, a tecnologia ainda deixa a desejar frente à concorrência da Netflix. Tanto é que os servidores da empresa não aguentaram os vários acessos simultâneos no último episódio da série WandaVision, que constrói a personagem Feiticeira Escarlate no universo Marvel.

VIU ISSO?

–> Novas informações apontam o futuro do Disney+

–> Netflix, Disney+, YouTube e outros podem sofrer bloqueio

–> Prós e contras do Disney Plus até o momento

Diversos usuários começaram a ter problemas de instabilidade no serviço justamente às 5h, no horário de Brasília, hora em que a série é liberado para o mundo inteiro (com outros países em fuso diferente).

Mas, a falha afetou diretamente usuários dos Estados Unidos. Portanto, pode-se dizer que o início foi às 00h, de acordo com o horário de Los Angeles (GMT-8).

Para somar, não é a primeira vez que o público sentiu um “pane” durante a disponibilização da série WandaVision, visto que a plataforma também apresentou falhas na exibição de outro episódio.

Em tela, alguns assinantes encontravam uma mensagem de erro, acompanhada do “Código 39”.

A versão estrangeira do site Downdetector, utilizado como fonte desta matéria, chegou até mesmo a colocar um “alerta vermelho” para a plataforma.

Ao que tudo indica, a falha começou a ser corrigida às 5h48.

Com informações de Downdetector

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários