Teles utilizam postes sem autorização em São Paulo

Sidney Simonaggio, vice-presidente da Enel, denuncia invasão de propriedade privada, concorrência desleal e risco de acidentes na ocupação de postes.

Imagem: Pixabay

As notícias não são das melhores quando falamos sobre a infraestrutura de telecomunicações em São Paulo. Sidney Simonaggio, vice-presidente da Enel (dona da Eletropaulo), emitiu um importante alerta nos últimos dias.

Há uma verdadeira guerra pelos postes e, se dependermos da regra atual, a regularização pode demorar até 600 anos. A solução seria criar uma infraestrutura única de rede, segundo a opinião do executivo.


Entre os destaques, Sidney pondera sobre as empresas que fazem instalações sem autorização. Invadem propriedade privada, entram em postes ser permissão e criam uma concorrência desleal, além de colocar a população em risco.

“O acidente corre solto. Precisa ter uma regulação forte. Tem que haver a punição. Fica todo mundo escondido na clandestinidade. O fio pretinho cilíndrico é de quem é? É de qualquer um”, diz Simonaggio.

Quando abordado sobre infraestrutura compartilhada pelo Tele.Síntese, Sidney compartilhou fotos de veículos à espera dos operários da Enel, que terminavam de realizar serviços nos postes.

Assim que deixavam o local, os funcionários instalavam os fios sem autorização. A regra atual prevê que os cabelos de telecomunicações de 2 mil postes por ano estado. Prática que levaria o tempo supracitado no texto para regularização. O combate ocorre pela própria Enel, que corta redes ilegais instaladas nos postes. Entretanto, a medida tem sido ineficiente, pois os fios voltam a serem instalados em um curto intervalo de tempo.

Com informações do Tele.Síntese.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários