Linhas pós crescem nas prestadoras de pequeno porte no último ano

Entre as grandes, Claro se destacou negativamente com perda de mais de 2 milhões de clientes nesse período.

Celular

O número de linhas pós-pagas no Brasil vem aumentando seguidamente. Segundo o último balanço divulgado pela a Agencia Nacional de Telecomunicações (Anatel), o país encerrou o mês de abril com mais de 102 milhões de unidades em operação somente nessa modalidade de cobrança. Uma alta de mais de 11 milhões de linhas levando e consideração os últimos 12 meses.

No mesmo período, as linhas pré-pagas apresentaram queda de mais de 18 milhões de unidades, mas ainda são maioria no país. Em abril eram cerca de 125 milhões de linhas em operação nessa modalidade. No entanto, caso esses números se repitam daqui pra frente, ainda esse ano o Brasil terá mais linhas pós do que pré em operação.


VIU ISSO?
Claro renova portfólio e transforma pós-pago em plano internacional
Anatel define PPP e só 5 operadoras terão regras duras de qualidade
Banda Larga Fixa cresce sustentada pelas PPP’s

A tendência de crescimento das linhas pós pode está diretamente relacionada aos incentivos que as grandes operadoras tem feito para estimular a migração dos seus clientes do pré para o pós.
Os grandes grupos da telefonia móvel representavam 97% do mercado do segmento em abril. A Vivo registrou 73,58 milhões de unidades, seguida da Claro com 56,37 milhões, da TIM com 55,20 milhões e da Oi com 37,58 milhões. Mas nos últimos 12 meses todas elas apresentaram redução na base de assinantes, destaque para a Claro que perdeu mais de 2 milhões de assinantes no período.  

Ainda que sem conceder tantos benefícios como as grandes, as Prestadoras de Pequeno Porte (PPPs) apresentaram crescimento nos últimos 12 meses. Do total de assinantes das PPPs, 58% pertencem à Nextel. A operadora apresentou crescimento de 15,71% no período. E a Datora, também PPP, totalizou 84% dos assinantes em abril desse ano.

About Bruno Ribeiro
Jornalista com atuação regionalizada há mais de 10 anos em assessoria de imprensa para o setor de Telecomunicações. Com passagem por Agência de Comunicação, Jornais e TV da região nordeste.

Deixe um comentário

avatar
  Cadastre-se  
Notificação de