Genebra proíbe 5G até que fique claro que não afeta a saúde

Principal empresa de telecomunicações da Suíça rebate, dizendo que os medos em relação ao 5G são infundados.


Genebra, cidade da Suíça, resolveu parar temporariamente a implantação de redes 5G em seu território, até que “estudos científicos independentes” demonstrem que a tecnologia não afeta a saúde.

A frequência é quase o mesmo que no 4G, mas o 5G será utilizado para conectar objetos entre si. O ambiente será mais carregado com ondas eletromagnéticas e ninguém sabe se a sua acumulação será prejudicial para saúde “, disse o promotor da iniciativa, Bertrand Buchs, que pertence ao Partido Democrata Cristão da Suíça, de acordo com uma publicação do jornal El Mundo.


A moção foi debatida com urgência em Genebra apelando para o princípio da precaução, foram 58 votos a favor, 28 votos contra e uma abstenção. 


VIU ISSO?


A transição para as novas redes celulares de quinta geração – conhecidas como 5G – também terá impacto em muitos outros tipos de dispositivos, incluindo robôs industriais, câmeras de segurança, drones e carros que enviam dados de tráfego uns aos outros. 

A empresa de telecomunicações sueca, Swisscom, declarou que “os medos relacionados com esta tecnologia são infundados porque nunca foi demonstrado que o uso destas frequências é perigoso”, 

A companhia pretende oferecer 5G em toda a Suíça até o fim do ano. 

About William Plaza
Levamos informação de qualidade sobre o setor de telefonia fixa, móvel, internet banda larga e televisão por assinatura para os milhões de brasileiros que a cada dia estão se conectando cada vez mais.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários