Aquisição da Nextel pela Claro é um golpe e tanto na TIM

TIM era a principal interessada nos ativos da Nextel Brasil, mas quem venceu a disputa foi a América Móvil, dona da Claro.




Hoje pela manhã foi confirmado que a América Móvil, empresa mexicana responsável pelo Grupo Claro (que engloba a Claro, Embratel e NET) adquiriu as operações da Nextel no Brasil, que tinha seu comando dividido entre a NII Holding e a AI Brazil Holdings. Para a aquisição a empresa do magnata Carlos Slim terá que desembolsar US$ 905 milhões, o equivalente a R$ 3,5 bilhões.

A negociação também marca o fim da NII Holdings como operadora de serviços de rádio e telecomunicações móveis. Além do Brasil, as operações da Nextel também foram vendidas no Chile, Peru, México e Argentina.


O desfecho dessa negociação soou inesperado para muitos, já que nos últimos meses a operadora que se colocou como maior interessada nos ativos da Nextel no Brasil foi a  TIM. A Vivo também foi especulada como uma possível compradora.

A Telecom Italia, responsável pelo controle da TIM Brasil, confirmou no ano passado que faria uma oferta pela aquisição da Nextel Brasil. 

A companhia sempre se manteve com essa postura, manifestando publicamente o interesse pela aquisição que acabou não se concretizando. 

Recentemente o diretor financeiro e de relações com investidores da TIM, Adrian Calazza, declarou que estavam sendo analisadas todas as possibilidades. Entre essas possibilidades estava justamente a aquisição da Nextel, permitindo que a TIM ampliasse sua faixa de espectro e ficasse com a base de clientes desta que é a quinta maior operadora do Brasil, com 3,3 milhões de linhas móveis ativas.

A TIM também está sentindo o reflexo na bolsa, queda de 1,02%. Confira abaixo os dados do painel UOL Economia, consultado às 10h17.

 A negociação ainda terá que passar pelo crivo da Anatel e do Cade, mas, considerando que a Nextel tem uma pequena fatia de mercado – 1,34% -, o acordo deve ser aprovado com tranquilidade. A Claro, que agora passa a controlar a Nextel no Brasil, é a segunda maior operadora do país, com uma quota de mercado de 24,6% (passando agora para 26%) e uma base de 56 milhões de clientes.

Repercussão:

Muitas pessoas estão se manifestando nas redes sociais sobre a negociação. Confira abaixo algumas declarações.
Em comunicado a América Móvil declarou que “com a negociação a Claro consolidará sua posição como uma das principais prestadoras de serviços de telecomunicações no país, fortalecendo sua base de assinantes e cobertura nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro, os principais mercados brasileiros”.

Daniel Freiman, Diretor Financeiro da NII Holdings, que detinha 70% da Nextel no Brasil, declarou que o anúncio dessa transação marca o ápice de um processo plurianual na busca de um caminho estratégico para a Nextel Brasil, e nos dá a melhor oportunidade para monetizar os ativos operacionais remanescentes da NII.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
33 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários