5G chegará ao Brasil apenas em 2023, diz diretor da GSMA

5G está empacado no Brasil pela questão do leilão do espectro, que ainda não aconteceu.

Inicialmente a perspectiva era que o 5G chegasse ao Brasil em 2021. Esse foi o panorama traçado por representante das operadoras, porém como ainda nem o leilão da tecnologia aconteceu, e operadoras como a Claro esperam que essa etapa importante para a implementação da tecnologia seja realizada apenas em 2021 – ano em que a tecnologia deveria estar chegando, o prazo será bem estendido. A previsão agora é para 2023.

Essa é a compreensão de Amadeu Castro, Diretor da GSMA no Brasil. O comentário sobre o assunto foi feito durante a MWC 2019:


“O que temos ouvido da Anatel é que o leilão das frequências para o 5G, as faixas de acesso, que vão falar com o dispositivo individual e com a antena, deve ser no primeiro semestre do ano que vem. Feito o leilão, estamos falando do começo de 2020, se tem, em geral, 18 meses entre fechar o leilão e fazer o lançamento comercial como obrigação do leilão. Então nós já estamos falando de 2021 até o começo de 2022. Então, se não será em 2025 como estava previsto há um ano, não vai ser muito melhor do que 2023 para se ter o 5G comercial”.

VIU ISSO?


O momento atual do Brasil, em termos da carência de grandes eventos, joga contra em relação a um processo mais lento de implantação da infraestrutura. O diretor da GSMA cita a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, como impulsionadores do 4G.
Amadeu também disse que mesmo com a consolidação do 5G, a partir de 2023, a tecnologia irá conviver com o 4G e 4.5G até meados de 2023.

About William Plaza
Levamos informação de qualidade sobre o setor de telefonia fixa, móvel, internet banda larga e televisão por assinatura para os milhões de brasileiros que a cada dia estão se conectando cada vez mais.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*