Mesmo com boicote, Huawei vem ganhando espaço no mercado 5G

Mesmo com muitos países barrando seus equipamentos,  Huawei vem fechando novos contrato com operadoras e investirá pesado no 5G.

A chinesa Huawei vem enfrentando problemas mundo afora para vender seus equipamentos 5G. Muitos países estão se unindo contra a companhia, devido as suspeitas sobre sua relação com o governo Chinês e possíveis medidas de espionagem.

Recentemente foi levantada a questão das operadoras japonesas não aderirem aos equipamentos da Huawei. Junto a esse movimento de boicote à Huwei estão Nova Zelândia, Austrália, Reino Unido, França, e, é claro, os Estados Unidos, responsável por trazer à tona esse assunto da espionagem cibernética através dos equipamentos de empresas chinesas como a Huawei.


A Huawei, sempre que pode, confronta tais posições, solicitando que provas sejam apresentadas antes de chegar a uma proibição dos seus equipamentos. “Bloquear os competidores de um campo de jogo não pode torná-lo melhor. Acreditamos que qualquer preocupação ou alegação sobre segurança na Huawei deve ser baseada em evidência objetiva. Sem evidência objetiva, não aceitamos e nos opomos a essas alegações, diz a companhia”, destaca a companhia.
VIU ISSO?

A Alemanha é um desses países que segue na mesma linha de discurso da Huawei, que é preciso provas concretas antes de determinar uma proibição nacional. 
Entre suas metas está o investimento de US$ 2 bilhões nos próximos cinco anos, justamente para que seus equipamentos ofereçam ainda mais segurança. 
Recentemente a Huawei assinou contratos com as quatro redes móveis do Reino Unido para testar seu equipamento sem fio de quinta geração, aprofundando a participação da chinesa, com sede em Shenzhen, no setor de telecomunicações da Grã-Bretanha.
Os equipamentos 5G da Huawei já estavam sendo testado pela unidade EE do BT Group Plc, o grupo Three UK da CK Hutchison Holdings Ltd. e o Vodafone Group Plc.
Algumas semanas atrás a Huawei também assinou um contrato para testar o equipamento em 200 locais em Londres com a O2, a operadora da Telefonica SA.
“Estamos testando o equipamento de rádio da Huawei antes de implementá-lo em alguns de nossos locais de telefonia celular em Londres”, disse um porta-voz da O2. “Fazemos isso com todos os provedores para impulsionar o desempenho ideal da rede para nossos clientes”.



About William Plaza
Levamos informação de qualidade sobre o setor de telefonia fixa, móvel, internet banda larga e televisão por assinatura para os milhões de brasileiros que a cada dia estão se conectando cada vez mais.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*