quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Pela primeira vez no ano, Nextel registra lucro

O que você achou? 
Apesar da queda nas receitas operacionais do terceiro trimestre, operadora não registra prejuízo.

A Nii Holdings, que controla a Nextel Brasil, divulgou nesta quinta-feira (08) os resultados financeiros do terceiro trimestre do ano. De julho a setembro, a empresa registrou US$ 142 milhões em receitas operacionais, valor 8,97% inferior ao obtido no trimestre anterior.

Apesar disso, a operadora conseguiu reverter os prejuízos que estava registrando nos últimos balanços e fechar setembro com US$ 1 milhão em lucro.

O Lucro Operacional Ajustado Antes de Depreciação e Amortização (OIBDA ajustado) de US$ 8 milhões.

O OIBDA consolidado ajustado da empresa no trimestre exclui efeitos de impairment e despesas de reestruturação. 

No trimestre, as despesas de capital (CAPEX) foram de US$ 18 milhões.

Em relação aos clientes, a operadora teve uma adição líquida de 85,7 mil novos assinantes de 3G/4G, uma redução de 136 pontos base em relação ao mesmo período do ano anterior.

Ainda assim, a Nextel tem se destacado todos os meses por ser operadora que mais cresce percentualmente no Brasil quando se trata de telefonia móvel.

A receita média mensal por assinante (ARPU) da Nextel Brasil foi de US$ 14, o custo por adição bruta (CPGA) foi de US$ 55 e o custo médio por usuário (CCPU) foi de US$ 11.

VIU ISSO?


“Registramos forte resultado operacional e financeiro, fruto da continuidade neste trimestre da tendência positiva iniciada no primeiro semestre”, conta o CEO da Nextel Brasil, Roberto Rittes.

“A combinação do aumento da base de assinantes com a redução de custos levou a um aumento substancial do OIBDA. Com o fim da rede iDEN, estamos focados em continuar a execução do plano de expansão do 3G/4G e em converter esta expansão em aumento da lucratividade”, completa.

Ao final do período, as fontes de financiamento da Nextel Brasil totalizavam US$ 307 milhões, incluindo US$ 201 milhões de caixa não restrito e investimentos de curto prazo e US$ 106 milhões em conta garantia (escrow) para eventuais obrigações indenizatórias relacionadas à venda das operações da Nextel México.

“Estamos satisfeitos com os resultados acumulados até o momento e com a tendência operacional positiva do negócio. Em preparação para o crescimento previsto para o próximo ano, decidimos antecipar alguns dos investimentos planejados para o primeiro trimestre de 2019, o que levará a um aumento do CAPEX deste ano em relação à projeção inicial. Excluindo esse fator, estamos em linha para atingir ou até superar o guidance para o ano”, destaca o diretor Financeiro da NII, Dan Freiman.

“Com base em uma sólida posição de liquidez e melhora contínua do desempenho do negócio, consideramos estar bem posicionados para seguir investindo em nosso plano de crescimento, simultaneamente mantendo a disciplina nas despesas”, reforça o diretor.

Em setembro de 2018, a Access Industries, através da sua afiliada AI Media Holdings, adquiriu a participação de 30% detida previamente pelo grupo Ice na Nextel Holdings, a qual é detentora de 100% do capital da Nextel Brasil. 

A Companhia e a AI Media estão trabalhando em conjunto para acordar a continuidade dos investimentos planejados a fim de contribuir para o crescimento da Nextel Brasil.



Nenhum comentário:

Postar um comentário