terça-feira, 6 de novembro de 2018

Mobilização contra lei que visa prender "piratas de TV" ganha força

O que você achou? 
Mensagens repassadas por WhatsApp incentivam pessoas a votar contra o projeto de lei que prevê pena para pirataria de TV paga.

No Brasil cerca de 3,2 milhões de domicílios tem acesso ao sinal de TV pirata, provindo das famosas redes GatoNet e Set-top box que "quebram" proteções de satélites liberando o sinal dos canais. 

De acordo com a coluna do crítico de TV Ricardo Feltrin, no UOL, há uma forte mobilização de quem compactua com o esquema para que o projeto de lei que torna crime a interceptação ou recepção não autorizado de TV por assinatura.


Essa mobilização estaria em vigor desde semana passada pelo WhatsApp, convocando que grupos votem contra ao projeto de lei, através de uma enquete no site do Senado. Confira abaixo um exemplo de mensagem repassada via WhatsApp convocando o voto na enquete contra o projeto de lei:

"Pessoal vamos votar não através desse link (...) que aplica pena de até 10 anos sobre quem comercializa, compra, instala e armazena receptores alternativos. Vamos todos votar não". 
O projeto de lei (PLS 186/2013) é de autoria do senador licenciado Blairro Maggi (PR-MT), e conta com apoio da senadora Ana Amélia (PP-RS), relatora. 

O projeto prevê pena de seis meses até dois anos de prisão. Até o fechamento desta matéria 10.293 votos já haviam sido contabilizados contra o projeto, enquanto apenas 694 votaram a favor.



Vale relembrar que as operadoras de TV a cabo estariam alinhadas com a Anatel para dificultar a entrada de aparelhos Set-top Box ao Brasil, utilizados para agregar versões Smart ao televisor mas que também contam com versões que se enquadram nessa questão da pirataria de TV.


8 comentários:

  1. Depois reclamam que no Congresso Nacional só tem ladrão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tem mesmo...aliás, ladras também são as Operadoras de TV a cabo que cobram verdadeiras fortunas por uma assinatura de TV. Só transmitem filmes repetidos e os canais de futebol "HD" quando transmitem jogos no Brasil a imagem é péssima! de HD não tem nada.

      Excluir
    2. Perfeitamente Ze,Por isso que desistir de ter tv por assinatura, vou investir em box iptv onde valor único pela aquisição e não tenho obrigação com mensalidade.

      Excluir
    3. Zé Alves isso realmente justifica. Enquanto houver a hipocrisia de cobrar o certo dos governantes, mas fazer ao contrário no seu dia a dia, o Brasil nunca vai mudar.

      Excluir
  2. O ponto que chegamos em que roubar sinal de tv por assinatura é algo legal. O roubo nunca será legal, citando o Zé Alves, a energia elétrica também é cara e as vezes falta e não é por isso que vou achar que devo fazer um "gato" e não pagar mais a conta. Com relação a água fornecida a mesma coisa. Se não tenho condições de assinar um pacote de tv devo assistir a tv aberta, é simples.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Extorquir legalmente, porque as operadoras estão dentro da lei, Pode!
      As operadoras vendem seu produto mais caro ue em outros países. Isto pode!
      Não entregam o que vendem, isto não está na lei, mas fazem descaradamente.
      O canal Abç, por exemplo, repete os mesmos seriados há anos e o mesmo episódio várias vezes ao dia. Pagamos caro dentro da lei e por pura ganância.
      Se o preço fosse justo não haveria pirataria.
      Aqui empresas multinacionais, nacionais com políticos do executivo, congresso e judiciário são donos do outeiro Brasil; o povo são as putas baratas.

      Excluir
    2. Ninguém está te obrigando a contratar o serviço. Se vc não está satisfeito não contrata ou cancela. Mas roubar o sinal da empresa porque ela cobra caro, além de não resolver o problema é uma grande hipocrisia, pois depois querer acusar partidos e políticos, mas estão fazendo a mesma coisa.

      Como disse o Dione Aires, Se não tenho condições de assinar um pacote de tv devo assistir a tv aberta, é simples.

      Excluir