segunda-feira, 2 de julho de 2018

TV Aberta tem transmissão até 20 segundos mais rápida

O que você achou? 
Associação Brasileira das Empresas de Rádio e Televisão (Abert) explica as variáveis que tornam o sinal terrestre mais rápido.


Quem assiste aos jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo pela TV Aberta grita gol primeiro. A diferença entre as transmissões terrestres e via satélite chega a 20 segundos.

Por que isso acontece? Conforme a Associação Brasileira das Empresas de Rádio e Televisão (Abert), a imagem é transmitida para as antenas terrestres ao mesmo tempo em que o sinal fica disponível para as empresas de TV paga. 



Então, as empresas irão levar esse sinal para suas sedes, cada uma por uma forma, e depois encaminhá-las para os assinantes, seja por fibra ótica ou satélite. 

Enquanto a imagem percorre todo esse caminho na TV por assinatura, na TV aberta, o sinal é enviado diretamente para os consumidores.

Assim, os clientes de TV por assinatura acabam tendo delay de alguns segundos.

Além do trajeto maior, o atraso ocorre porque o sinal é codificado e decodificado em cada uma dessas pontas. 

O fato de a Copa estar ocorrendo na Rússia não muda nada. Tudo chega por fibra óptica —através do continente europeu e por cabos submarinos no Atlântico— na sede da Globo no Rio e só então a distribuição nacional começa.

LEIA TAMBÉM:


Em teste realizado recentemente pela Folha de S. Paulo, a constatação é de que a TV aberta é a que traz a transmissão mais rápida. 

Entre quatro e cinco segundos depois, chegam as mesmas imagens na TV paga. 

Já pela internet, o tablet e o computador se alternam, entre 15 e 20 segundos atrás da TV aberta.

A mesma constatação teve clientes da SKY que testaram o sinal após a operadora afirmar, em comercial, que tinha a transmissão mais rápida do que as concorrentes.

Sem entrar em tantos detalhes, o departamento de comunicação da Globo respondeu à questão ‘por que o gol chega mais rápido na TV aberta do que na TV paga?’ da seguinte forma: 

"O tempo de transmissão da imagem que chega para o público depende de inúmeros fatores, como as etapas de processamento do sinal. A distribuição do sinal é influenciada, ainda, pela localidade, pela operadora de TV utilizada, pela plataforma em que se está assistindo, pela velocidade da internet — no caso do streaming.” 



Nenhum comentário:

Postar um comentário