Solução para a Oi não depende do governo, diz conselheiro da Anatel

Novo membro do conselho da agência, Emmanoel Campelo, defende que operadora busque saídas com a iniciativa privada.

Nesta quinta-feira, 23, durante a cerimônia de posse, o novo conselheiro da Anatel, Emmanoel Campelo, afirmou que a Oi deve buscar soluções com o setor privado e que a recuperação da operadora não deve ter interferência do governo. 

Campelo destacou que a solução para a Oi é encontrar uma saída de mercado, recebendo investimentos externos de outras companhias, sem necessidade de contar com a ajuda do poder público.




O novo conselheiro também admitiu que a empresa tem uma grande parte de suas dívidas ligadas a Anatel e outras instituições públicas, principalmente por contas de multas aplicadas, mas mesmo assim acredita que a saída não deva ser proposta pelo governo. 

Ainda em junho, antes das indefinições e da maior interferência da Anatel no processo de recuperação judicial da Oi, o ministro Gilberto Kassab também declarou que o governo deve apoiar a operadora a buscar recursos no setor privado, como o meio mais curto para sua recuperação financeira. 


A saída ideal para a situação seria um aporte de capital na empresa, o que deve acontecer após a aprovação do plano de recuperação judicial. 

LEIA TAMBÉM:

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

COMPARTILHAR EM:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários