Bayard Gontijo pede para sair do cargo de diretor presidente da Oi

Quem assume o cargo no seu lugar é Marco Schroeder, experiente no ramo de telecom, tendo passado por Contax, NET e RBS.

A Oi comunicou, na noite desta sexta-feira, 10, que o executivo Bayard de Paoli Gontijo não é mais o diretor presidente da companhia. Ele pediu para sair do cargo depois de 1 ano e 7 meses na cadeira da Presidência e 14 anos como funcionário da operadora.

Gontijo assumiu interinamente a presidência da Oi no dia 8 de outubro de 2014, quando o português Zeinal Bava saiu do cargo. Em 21 de janeiro de 2015, a Oi achou por bem efetivar Bayard como autoridade máxima na direção da companhia.

Substituto

Quem assume o lugar de Bayard Gontijo é Marco Norci Schroeder. Ele entrou pela primeira vez na Oi em 2002, onde atuou durante nove anos como Diretor de Controladoria. Após uma saída que durou três anos, retornou para o grupo em 2014 como Diretor Financeiro Internacional, atuando como diretor financeiro (CFO) da PT Portugal, até então propriedade da Oi.

Formado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Schroeder conhece bem o setor de telecomunicações. Já atuou nas empresas NET, Contax e RBS TV, afiliada da Rede Globo, durante a sua carreira.

Leia também:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.

2
Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
2 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
0 Autores de comentários
Erick Nilson SilvaJosé Afonso Autores recentes de comentários
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
José Afonso
Visitante

Quando vao investigar lula andradre gutierres oi?

Erick Nilson Silva
Visitante

Espero que a Oi saia dessa situacao terrivel que tem passado. Para o bem do consumidor nao é bom que a Oi va a falencia…