InícioNotíciasInsatisfação com técnicos em telecomunicações aumenta

Insatisfação com técnicos em telecomunicações aumenta

Operadoras dizem que treinamento é feito, mas para alguns clientes isso não parece ser suficiente. Foto: Reprodução/Olhar Digital.

A ideia não é condenar ninguém, mas com o enorme número de reclamações por todas as partes é impossível ignorar o problema. Na medida em que cresce o número de assinantes, aumenta a insatisfação dos clientes de serviços de TV por assinatura, banda larga e telefone fixo. Desta vez, mais do que o serviço propriamente dito, o problema é com os funcionários que instalam e fazem a manutenção na casa dos clientes.

Não é difícil encontrar quem já teve algum problema com eles: os técnicos das operadoras. Claro, não se pode falar por todo mundo, afinal, como em qualquer cargo há profissionais que se destacam, outros se destacam negativamente. O Sérgio e o Luciano são dois exemplos de quem já perdeu a paciência e as esperanças com o serviço e o atendimento.

O site especializado em tecnologia Olhar Digital conversou com duas grandes operadoras: elas afirmam o contrário. Na primeira, foram informados que, além de os técnicos precisarem ser formados em eletrônica, telecomunicações ou eletroeletrônica, antes de ir a campo eles passam por 30 dias de treinamento interno. Em outra empresa, além dos profissionais já com experiência, também são contratados gente sem nenhuma formação, que são treinados dentro da operadora em um curso de 22 dias.

Então, a impressão é que nem todos profissionais colocam o aprendizado dos treinamentos em prática na sua totalidade. Interessante é que nos treinamentos internos, os técnicos aprendem mais do que tecnologia pura.

No final das contas, pelo jeito estamos sempre sujeitos a sermos surpreendidos por um ótimo profissional ou por outro nem tão preparado assim. Mas, e aí? O que fazer? O Sérgio, por exemplo, resolveu o problema só depois que o técnico foi embora da sua casa… Já o Luciano, não pensa duas vezes… e também não espera.

Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, em caso de qualquer problema ou mau atendimento, o cliente deve reclamar diretamente à operadora. Se isso não resolver a situação, ainda é possível procurar ajuda junto a Anatel, os Procons ou até juizados de pequenas causas, conhecidos como JECs.

Na visão da advogada, ainda que alguns sejam realmente mal qualificados, esses técnicos normalmente têm uma agenda muito longa de atendimentos ao longo do dia para cumprir. Para ela, o excesso de trabalho é uma condição desfavorável para um serviço bem prestado.

Outra dica, se para quem tiver qualquer situação que deseje reportar à operadora sobre o serviço prestado, é usar a própria ordem de serviço trazida pelo técnico.

E você, já passou por algo similar? Qual problema enfrentou? Aproveite também para defender a categoria: já foi surpreendido positivamente por algum técnico? A partir desta primeira semana de Agosto, o Minha Operadora estreia uma nova “Enquete da Semana”. Ao invés de apenas uma simples pergunta toda semana, resolvemos ir mais a fundo. Queremos entender a resposta do usuário, e ela sempre tem um ‘porque’. Por exemplo, se perguntarmos se você foi mal atendido pela sua operadora, procuraremos também saber como foi esse mal atendimento. Na semana seguinte a realização da enquete, publicaremos o resultado – que agora ficará em secreto até o fim da enquete – e um artigo comentando esse resultado. Você já pode participar, esperamos que goste da novidade!

Com informações de Olhar Digital.

Redação Minha Operadorahttps://plus.google.com/112581444411250449571
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários