Vale-cultura poderá ser utilizado em TV por assinatura

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, surpreendeu e anunciou uma novidade em relação ao vale-cultura, benefício de R$ 50 promovido pelo governo para o consumo de atividades culturais em todo o território nacional. O dinheiro do vale também poderá ser usado para o pagamento de mensalidades de TV por assinatura.

O decreto que regulamenta o vale-cultura deve ser assinado pela presidente Dilma Rousseff ainda nesta semana. Mas, segundo Marta, o que a presidente assinará é apenas um “documento bem genérico”. O documento “completo” será redigido até junho, data em que o benefício poderá entrar em vigor.
“Não há dúvidas de que esse benefício só poderá ser usado em estabelecimentos majoritariamente culturais. Então, ele vai funcionar em cinemas, teatros, casas de shows, museus, livrarias, para a compra de revistas e periódicos e para a assinatura de TV a cabo”, anuncia Marta.
Com o benefício, o número de assinantes de TV a cabo deve aumentar. Net, Oi e Sky, por exemplo, oferecem pacotes de TV por valores que oscilam entre R$ 39,90 e R$ 59,90, ou seja, é bem possível que esses valores sejam quitados ou completados usando o benefício do vale-cultura.
About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários