14/06/2024

TV paga fecha janeiro de 2013 com 16,5 milhões de assinaturas

Com 312,2 mil adições líquidas em janeiro de 2013, o Brasil fechou o primeiro mês do ano com 16,5 milhões de domicílios com TV por Assinatura, o que representou uma evolução de 1,93% na base de assinantes em relação a dezembro. Considerando-se o número médio de 3,2 pessoas por domicílio, divulgado pelo IBGE, os serviços de TV por Assinatura são distribuídos para aproximadamente 53 milhões de brasileiros e estão presentes em mais de 27,6% dos domicílios do País.
Ano Total de assinaturas De janeiro a dezembro Crescimento anual (%) Crescimento absoluto janeiro Crescimento percentual janeiro
2007 5.348.571 765.446 16,70% 42.142 0,92%
2008 6.320.852 972.281 18,18% 16.216 0,30%
2009 7.473.476 1.152.624 18,24% 72.148 1,14%
2010 9.768.993 2.295.517 30,72% 149.913 2,01%
2011 12.744.025 2.975.032 30,45% 155.424 1,59%
2012 16.188.957 3.444.932 27,03% 309.809 2,43%
2013 16.501.150 312.193 1,39% 312.193 1,93%
Evoluçãodo número de assinantes

Tecnologia

Os Serviços de TV por Assinatura são prestados utilizando-se de diferentes tecnologias: por meios físicos confinados (Serviço de TV a Cabo – TVC), mediante utilização do espectro radioelétrico em micro-ondas (Serviço de Distribuição de Sinais Multiponto Multicanal – MMDS) e na faixa de UHF (Serviço Especial de Televisão por Assinatura – TVA), e ainda por satélite (Serviço de Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura Via Satélite – DTH).
A participação dos serviços prestados via satélite (DTH) atingiu 61,3% da base e a dos serviços a cabo alcançou 37,9% das assinaturas. Em janeiro de 2013, o DTH, com a adição de 272,9 mil assinantes, cresceu 2,07%. O serviço via cabo registrou o acréscimo de 48,4 mil novas assinaturas – crescimento de 0,78% em janeiro. As prestadoras de MMDS, por sua vez, perderam 9 mil assinantes no mesmo período, o que representou queda de mais de 4,34% de sua base.
Assinaturas por tecnologia

2011 2012 Janeiro (2013) Variação (2012/janeiro 2013)
MMDS 240.562 148.565 133.075 -9.038
TVC 5.518.127 6.170.511 6.247.530 48.371
DTH 6.984.810 9.644.283 10.116.965 272.875
TVA 526 3.591 3.580 -15
Total 12.744.025 15.966.950 16.501.150 312.193
Crescimento percentual por tecnologia

Regiões e Unidades da Federação

Enquanto as regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste apresentam índices de crescimento acima da média nacional, as regiões Sul e Sudeste registram crescimento inferior.
Número de assinaturas por região

Região Janeiro (2012) Dezembro (2012) Janeiro (2013) Crescimento (%) – Janeiro (2012)/Janeiro (2013) Variação – Janeiro (2012)/Janeiro (2013) Crescimento (%) – Dezembro (2012) /janeiro (2013) Variação – Dezembro (2012) /janeiro (2013)
Nordeste 1.480.595 1.939.719 1.988.807 34,32% 508.212 2,53% 49.088
Norte 525.480 696.332 714.814 36,03% 189.334 2,65% 18.482
Centro-Oeste 803.863 1.078.618 1.106.781 37,68% 302.918 2,61% 28.163
Sudeste 8.379.772 10.070.290 10.224.842 22,02% 1.845.070 1,53% 154.552
Sul 1.864.124 2.403.998 2.465.906 32,28% 601.782 2,58% 61.908
Brasil 13.053.834 16.188.957 16.501.150 26,41% 3.447.316 1,93% 312.193
Número de assinaturas nas Unidades da Federação

Unidade da Federação Janeiro (2012) Dezembro (2012) Janeiro (2013) Crescimento (%) – Janeiro (2012)/Janeiro (2013) Variação – Janeiro (2012)/Janeiro (2013) Crescimento (%) – Dezembro (2012) /janeiro (2013) Variação – Dezembro (2012) /janeiro (2013)
Acre 19.413 25.615 26.414 36,06% 7.001 3,12% 799
Alagoas 85.894 105.834 108.746 26,60% 22.852 2,75% 2.912
Amapá 30.300 33.846 34.569 14,09% 4.269 2,14% 723
Amazonas 208.621 261.989 266.571 27,78% 57.950 1,75% 4.582
Bahia 454.687 596.503 610.365 34,24% 155.678 2,32% 13.862
Ceará 236.291 305.987 314.321 33,02% 78.030 2,72% 8.334
Distrito Federal 323.456 407.058 414.880 28,26% 91.424 1,92% 7.822
Espírito Santo 181.091 229.112 231.905 28,06% 50.814 1,22% 2.793
Goiás 251.279 338.939 348.667 38,76% 97.388 2,87% 9.728
Maranhão 110.566 134.416 135.815 22,84% 25.249 1,04% 1.399
Mato Grosso 110.217 169.056 175.317 59,07% 65.100 3,70% 6.261
Mato Grosso do Sul 118.911 163.565 167.917 41,21% 49.006 2,66% 4.352
Minas Gerais 1.066.736 1.321.825 1.344.412 26,03% 277.676 1,71% 22.587
Pará 170.178 248.988 257.891 51,54% 87.713 3,58% 8.903
Paraíba 102.771 132.772 136.855 33,16% 34.084 3,08% 4.083
Paraná 567.881 778.983 803.031 41,41% 235.150 3,09% 24.048
Pernambuco 234.825 342.049 353.768 50,65% 118.943 3,43% 11.719
Piauí 50.650 65.199 66.506 31,31% 15.856 2,00% 1.307
Rio de Janeiro 1.877.554 2.290.277 2.327.704 23,98% 450.150 1,63% 37.427
Rio Grande do Norte 143.543 180.590 184.215 28,33% 40.672 2,01% 3.625
Rio Grande do Sul 837.066 1.053.832 1.076.891 28,65% 239.825 2,19% 23.059
Rondônia 49.202 62.705 64.451 30,99% 15.249 2,78% 1.746
Roraima 22.649 25.031 25.104 10,84% 2.455 0,29% 73
Santa Catarina 459.177 571.183 585.984 27,62% 126.807 2,59% 14.801
São Paulo 5.254.391 6.229.076 6.320.821 20,30% 1.066.430 1,47% 91.745
Sergipe 61.368 76.369 78.216 27,45% 16.848 2,42% 1.847
Tocantins 25.117 38.158 39.814 58,51% 14.697 4,34% 1.656
Brasil 13.053.834 16.188.957 16.501.150 26,41% 3.447.316 1,93% 312.193

Penetração dos Serviços de TV por Assinatura

Em janeiro de 2013, os serviços de TV por Assinatura estavam presentes em 27,6% dos domicílios no país, de acordo com estimativas da Agência. Apesar do crescimento das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a região Sudeste ainda lidera esse indicador, com a presença desses serviços em 39,1% dos domicílios.

Densidade dos serviços de TV por Assinatura

Entre as Unidades da Federação, destacam-se o Distrito Federal e os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, por terem registrado desempenho acima da média nacional, quanto à densidade dos serviços de TV por Assinatura.
Densidade dos serviços de TV por Assinatura

Unidade da Federação Janeiro (2012) Janeiro (2013) Crescimento percentual
Acre 10,1 13,6 34,65%
Alagoas 9,4 12,1 28,72%
Amapá 19 21,6 13,68%
Amazonas 23,3 31,5 35,19%
Bahia 10,3 13,7 33,01%
Ceará 9,7 12,7 30,93%
Distrito Federal 40 50,3 25,75%
Espírito Santo 16,3 20,7 26,99%
Goiás 13,1 17,9 36,64%
Maranhão 6,4 8,1 26,56%
Mato Grosso 11,2 18 60,71%
Mato Grosso do Sul 15,5 21,6 39,35%
Minas Gerais 16,7 20,8 24,55%
Pará 8,4 13,4 59,52%
Paraíba 9,2 12,1 31,52%
Paraná 16,1 23,3 44,72%
Pernambuco 8,9 13,3 49,44%
Piauí 5,6 7,5 33,93%
Rio de Janeiro 33,9 43,1 27,14%
Rio Grande do Norte 15,4 19,5 26,62%
Rio Grande do Sul 22,8 29,1 27,63%
Rondônia 10,7 13,9 29,91%
Roraima 18,1 21,2 17,13%
Santa Catarina 22,6 28,5 26,11%
São Paulo 39 47,9 22,82%
Sergipe 9,9 12,8 29,29%
Tocantins 6,4 10,2 59,38%
Brasil 21,19 27,20 28,36%
Densidade por unidade da federação

Competição

Confira a seguir a participação de mercado dos principais grupos econômicos prestadores dos serviços de TV por Assinatura.
Número de assinaturas por Grupo Econômico

Grupo Econômico 2012 Janeiro (2013)
NET/Embratel 8.494.999 8.638.984
SKY/Directv 5.038.863 5.144.946
Oi 748.758 792.107
Vivo 594.907 586.152
GVT 425.635 451.605
Algar 112.984 115.798
ViaCabo 106.916 107.935
Subtotal: 15.523.062 15.837.527
Demais Grupos 665.895 663.623
Total Geral: 16.188.957 16.501.150
Os grupos econômicos são compostos por operadoras que atuam em diversas áreas com várias tecnologias. O grupo NET/Embratel é formado pelas operadoras do grupo NET Serviços (TV a Cabo e MMDS) e Claro TV (DTH). Por sua vez, o grupo Sky/DirecTV é o formado pelo conjunto de operadoras do grupo ITSA (TV FILME / MAIS TV – MMDS) e SKY (DTH).
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários