TIM é, pela 2ª vez, a mais punida no Conar

A TIM foi a empresa que sofreu o maior número de punições no Conselho Nacional de Autorregulamentação (Conar) em 2012. Ela lidera o ranking de condenações por empresa referente a 2012, repetindo a mesma posição que já havia ocupado em 2011. Ambos os levantamentos foram feitos com base nas decisões divulgadas pelo Conar. No período, o órgão instaurou 357 processos e sustou 240 anúncios. Os dados superam a marca de 2011, quando foram registrados 325 casos e 215 sustações. O último exercício consolidou as empresas de telefonia como campeãs de acionamentos: sua atuação foi objeto de análise em 17,4% dos processos do Conar. 

Prova disso são as empresas que ocupam segundo e terceiro lugares no ranking. A Claro, vice-líder em punições em 2011, ficou em terceiro lugar no ano passado, atrás da Oi. A terceira colocada de 2011 havia sido a Vivo, que se comportou bem melhor em 2012, figurando em oitavo lugar no ranking de marcas mais condenadas (confira abaixo). 

Procurada, a TIM informou por meio de nota que a quantidade de punições no Conar decorre do grande volume de campanhas veiculadas pela marca e à alta competitividade do mercado brasileiro de telefonia móvel. A operadora declarou, ainda, que “tem a transparência no relacionamento com os consumidores como um de seus pilares estratégicos, servindo como base para criação de todas as suas campanhas” e que acata todas as recomendações do órgão de autorregulamentação.

A série de contestações tornou públicos alguns excessos (até curiosos) do setor. Num dos casos, uma rede de revendas da TIM se referiu à Vivo como “Morto”. Já a Vivo foi condenada por um viral criado pela Africa com desenhos que incitavam consumidores (inclusive crianças) a compartilhá-lo em tom agressivo. Uma das frases, “Ih, estou achando que você não tem nenhum amigo, hein?”, sofreu pedido de alteração do Conar. 
About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários