Fabricantes se preparam para a era do 4G dos smartphones

As operadoras que saíram vencedoras do leilão do 4G, Vivo, Tim, Oi e Claro, terão até abril de 2013 para disponibilizar suas redes nas seis cidades-sede da Copa das Confederações, que acontece no Brasil no ano que vem.

Com isso, as fabricantes de smartphones se preparam para disponibilizar modelos de celulares compatíveis com a nova tecnologia.

Quem saiu na frente no Brasil foi a Motorola, com o anúncio do smartphone Razr HD, em setembro. O modelo foi o primeiro com tecnologia 4G a ser lançado no país e tem preço sugerido de R$ 1,7 mil nos planos pré-pagos (sem contrato com a operadora).

Esta é uma das apostas para bater de frente com concorrentes como Samsung e Apple.

Na época do lançamento, o vice-presidente da empresa, Sergio Buniac, afirmou que um em cada três aparelhos compatíveis com 4G vendidos nos Estados Unidos, é da Motorola.

Depois disso, a Samsung também se apressou em lançar a versão 4G do Galaxy S III no país, na semana passada, e outras fabricantes como Nokia e Sony Mobile planejam lançamentos para o ano que vem. No caso da Nokia, dois modelos estão previstos para o primeiro trimestre: o Lumia 920 e 820.

“Algumas operadoras já começaram a lançar seus serviços de 4G e no ano que vem veremos um crescimento maior. Porém, no começo a demanda ainda não será grande”, diz Vinícius Costa, gerente de produtos da Nokia.

No caso da fabricante finlandesa, os lançamentos marcam, além da compatibilidade com o 4G, a chegada do sistema operacional Windows Phone 8 ao país, que é a grande aposta da empresa para se diferenciar no mercado mundial de smartphones.

Atualmente, a Nokia não figura entre as cinco principais fabricantes de smartphones do mundo em participação de mercado, ranking composto por, nesta ordem, Samsung, Apple, RIM, HTC e Huawei, segundo levantamento do Gartner de novembro.

“Acreditamos na parceria com a Microsoft, que cria uma terceira opção não só de sistema operacional mas também de aplicativos”, diz Costa.

Outra companhia que quer pegar carona no 4G para impulsionar sua receita na área de smarthpones é a Sony Mobile. A companhia, que tem ao menos cinco modelos compatíveis com 4G lançados no mundo, ainda não tem data para fazer lançamentos no Brasil, mas deve trazer ao país a estratégia focada em serviços.

Em outros mercado, a Sony aproveita a presença da tecnologia 4G, que propicia mais velocidade na conexão, para vender serviços como pacotes de download de música e vídeo aos usuários.

“Quem utiliza 4G está mais aberto a serviços de conteúdo, não é um usuário médio”, afirma Ana Ana Peretti, diretora de marketing da Sony Mobile.

O interesse das fabricantes em ter mais modelos de smartphones disponíveis segue a tendência de crescimento deste mercado. Segundo a IDC, serão vendidos 25 milhões de smartphones em 2013, diante de 16 milhões neste ano.

De acordo com a consultoria, o preço médio dos celulares inteligentes deve atingir R$ 712,5 em 2013, queda de 5% em relação ao valor deste ano, de R$ 750. Se multiplicarmos o valor médio pela estimativa de vendas, este mercado tem potencial para movimentar R$ 17,81 bilhões no próximo ano, valor que chama a atenção das fabricantes presentes no país.

Os dispositivos abaixo de R$ 700, no entanto, ainda são a maioria nas vendas no Brasil e representam 64% do total de smartphones comercializados no terceiro trimestre deste ano, ainda de acordo com a IDC.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários