Teles sem acesso aos 12 mil voluntários da Anatel

Começaram nesta quarta-feira, 29, as inscrições dos brasileiros que possuem acessos fixos à Internet e que queiram ser voluntários no programa de medição de indicadores de qualidade das conexões, como, a verificação das velocidades.

Serão selecionados 12.091 mil usuários em todo o país. Isso significa 0,06% da base atual de aproximadamente 20 milhões de assinantes da banda larga fixa. Mas a Anatel e o Ministério das Comunicações acreditam que esse número será suficiente para que descrever um completo panorama da qualidade das conexões do país.

“Quando se faz pesquisa de opinião, às vezes pega um universo menor do que isso. É possível construir uma amostragem sólida com um universo reduzido desde que isso tenha metodologia, representatividade em todas as regiões, em todas as empresas, tipo de conexão”, afirma o ministro Paulo Bernardo.

Os interessados podem se cadastrar na página brasilbandalarga.com.br. Segundo a Anatel, a seleção dos 12 mil se dará com base em amostragem dos perfis de acesso.

Por exemplo, como 43% das conexões são hoje inferiores a 2Mbps, essa deve ser a parcela de voluntários com essa característica (corte seguinte é de velocidades superiores a essa. Além disso, as redes avaliadas serão das maiores operadoras) os sete grupos econômicos com mais de 50 mil clientes. 

Nesse modelo, os medidores serão instalados em voluntários que sejam clientes dos grupos Oi, NET/Embratel, Vivo, GVT, CTBC, Sercomtel e Cabo Telecom, de forma proporcional ao número de assinantes de cada empresa. A granularidade será a dos códigos de numeração (DDDs).

A medição da banda larga será feita pelo consórcio vencedor da seleção coordenada pela Anatel, mas feita pelas próprias operadoras (PwC/Samknows). Ela acontece com a instalação de um pequeno equipamento, semelhante a um modem, nas residências dos usuários.

Segundo o consórcio, as empresas não terão como interferir nos resultados obtidos. “As operadoras não terão acesso às informações, não saberão quais serão os voluntários selecionados”, afirma o co-presidente da Entidade Aferidora da Qualidade, Julio Cesar dos Santos.

A verificação se dá independentemente de intervenções dos voluntários. Como previsto no regulamento de qualidade, serão medida as velocidades instantânea e média, latência, jitter e perda de pacotes. “Não há coleta de dados de navegação do usuário”, ressalta o superintendente de Serviços Privados da Anatel, Bruno Ramos.

As medições começam em 29/10 (como prevê o Regulamento de Gestão da Qualidade do SCM, aprovado no ano passado) mas não há prazo final para as inscrições dos voluntários. Até porque a ideia é que entre 20% e 25% da base de usuários seja substituída a cada ano.

Os resultados serão divulgados mensalmente na página da Anatel na Internet. “Por um lado vai ajudar as empresas e vai também aumentar a competição, pois a comparação permite o usuário a procurar aquela que melhor atende”, acredita Paulo Bernardo.

O sistema de medição das conexões fixas repetirá no Brasil o modelo originalmente implantado pela Samknows na Inglaterra, posteriormente replicado nos Estados Unidos. A principal diferença se dá no número de voluntários efetivamente medidos, foram 3 mil na Inglaterra e 10 mil nos EUA.

A maior dificuldade é o desenvolvimento de uma solução para medir a qualidade das conexões móveis. A entidade aferidora da qualidade e a Anatel estão ainda trabalhando no modelo, mas acreditam que ele estará pronto em setembro, a tempo de que as medições sejam também iniciadas em 29/10.

“Esse é um sistema inédito, que também está começando a ser desenvolvido em outros países. Ainda estamos definindo como a medição se dará. Pode ser um app que faz a verificação no smartphone, por exemplo, mas ainda estamos tratando disso”, explica o diretor técnico da entidade aferidora, Luis Viotti.

Também é possível a instalação de equipamentos em locais públicos, que conseguiriam verificar a qualidade de tráfego dos dados a partir das radiofrequências utilizadas pelas operadoras. “Teremos tudo isso definido ainda em setembro”, promete Bruno Ramos, da Anatel.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários