Mesmo de volta ao mercado, imagem de TIM, Claro e Oi seguem arranhadas



Depois de serem colocadas contra a parede, a Anatel promete uma maior fiscalização para garantir a qualidade do serviço das operadoras. Novas suspensões não estão descartadas. “Vamos ficar antenados no trabalho das empresas. Esse plano de melhoria é o primeiro passo. É evidente que vamos acompanhar a evolução na melhoria dos serviços e dos indicadores, para não permitir que a situação volte ao que estava antes”, disse o presidente da Anatel, João Rezende.


Além das chamadas que não completam e conexão ruim, o atendimento eletrônico das empresas estão no topo das reclamações dos usuários de telefonia celular. Segundo o presidente da Anatel, João Rezende, uma melhoria no call center poderá ser sentida em 30 dias. Segundo ele, trata-se de uma questão de gestão e competência das empresas. “No caso do call center, é possível resolver no curtíssimo prazo”, afirmou.

Nesta quinta (2), a Anatel anulou a proibição da venda de chips da Tim, Claro e Oi. Agora, essas operadoras poderão poderão voltar a vender linhas a partir desta sexta-feira. Rezende disse ainda que o serviço oferecido aos usuários deve começar a melhorar em um período de quatro a seis meses. “Vamos acompanhar a qualidade diariamente, e não só daqui a três meses. Evidente que vamos apertar o ‘parafuso’ trimestralmente, caso as empresas não estejam evoluindo em seus compromissos estabelecidos com a agência”, afirmou.

Assim que foram liberadas, as operadoras se apressaram em fazer comunicados oficiais aos seus clientes. A Tim avisou pelo Twitter sobre o retorno das vendas – não sem antes receber respostas negativas de usuários. “Assegurar a prestação de serviços cada vez mais alinhados às necessidades do mercado é, e será sempre, o objetivo da empresa. A TIM quer ainda consolidar sua parceria dentro do plano do governo de fortalecer a infraestrutura do País para receber eventos do porte da Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas de 2016. A companhia participará deste importante momento para o Brasil de forma consistente e responsável, criando um ambiente cada vez mais seguro nas suas operações”, disse em nota Andrea Mangoni, presidente da TIM Brasil.

A Claro disse que está sendo proativa nas exigências da Anatel. “O mercado brasileiro sempre foi prioridade para o grupo América Móvil, por isso, as marcas Claro Net e Embratel juntas irão investir cerca de R$ 10 bilhões no país entre 2011 e 2012″, divulgou em nota.

A Oi prometeu investimentos de até R$ 24 bilhões até 2015. “A decisão técnica do órgão regulador, baseada na análise do plano de investimento detalhado apresentado pela Oi, ratifica a robustez e a consistência do documento, que visa aperfeiçoar a prestação dos serviços e o melhor atendimento aos consumidores nesses estados e em todo o Brasil”.

Mesmo com o aperto da Anatel contra as operadoras – e os consequentes anúncios de investimentos, a imagem das empresas segue arranhada. Ainda que muitos clientes já estivessem insatisfeitos, como mostram os números do Procon, o debate sobre a qualidade do serviço de telefonia ficou mais exposto. A prova foram os virais e memes que chegaram para fazer piada com as teles. Uma delas foi o humorista Fábio Porchat, que fez um vídeo destacando o despreparo no atendimento eletrônico.


A Tim, a mais prejudicada na proibição da Anatel, com 18 Estados e o Distrito Federal, também foi a mais ‘trolada‘ na web. Uma das mais imagens mais divulgadas nas redes sociais mostra a personagem Gabriela, interpretada por Juliana Paes, na clássica cena em que tenta pegar uma pipa do telhado. Nas versões que circulam pela internet, ele está apenas tentando conseguir um sinal de celular.

Na semana passada, o Ministro interino das Comunicações, disse que a decisão extrema de punir as operadoras era resultado da gravidade da situação. “A economia pode desacelerar ou não, mas este bem tem consumo, não é supérfluo, é necessidade”. Nesses 12 dias, a suspensão afetou a TIM em 18 Estados, mais o Distrito Federal, Oi em cinco Estados e Claro, em três. As empresas teriam 30 dias para apresentar um plano de melhorias, chamado Plano Nacional de Ação de Melhoria da Prestação do Serviço Móvel. As operadoras mostraram diversos planos de aumentar os investimentos e infraestrutura. A Claro anunciou um aporte de R$ 6,4 bilhões, a Oi R$ 5,5 bilhões e a TIM, R$ 8,8 bilhões.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários