Queda no uso de telefones públicos chega a 85% em Rondônia

Em Porto Velho telefones públicos são usados para fixar propagandas.

Os telefones públicos estão ficando em desuso nos grandes centros. Em Porto Velho a situação não é diferente. Segundo dados da Oi, concessionária responsável pela telefonia pública em Rondônia, entre 2007 e 2011 a empresa registrou queda de aproximadamente 85% no consumo de créditos em seus orelhões. Em todo o estado, cerca de oito mil telefones públicos estão instalados.

Pesquisas realizadas pela companhia mostram que o uso do orelhão é esporádico. Em 2010, por exemplo, menos de 4% da população utilizaram os telefones públicos diariamente. Segundo a empresa, esta situação se deve à explosão comercial do celular pré-pago, que, com o aumento de ofertas, deixou de ser apenas receptor de ligações e se tornou grande originador de chamadas.

Walasy Antônio de Souza Cabral não se encaixa nessa estatística. Ele afirma que costuma usar telefones públicos pelo menos quatro vezes por mês. “É por necessidade e economia. Mas encontro muita coisa destruída pela cidade”, conta.

De acordo com a companhia, nos seis primeiros meses de 2012, foram danificados por atos de vandalismo, em média, 12% dos cerca de oito mil orelhões instalados no estado de Rondônia. Em cada conserto são gastos R$ 140.

A maioria dos telefones com defeito, 90%, é em virtude de atos de vandalismo e colagem indevida de propaganda de empresas nos orelhões.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários