A Claro está de volta à briga pela liderança no celular, pelo menos é o que parece

A Claro voltou a ganhar market share no celular, o que não ocorria desde junho de 2011.
A Claro passou a crescer menos que Vivo e TIM a partir de julho de 2011, quando perdeu a segunda colocação em market share de celulares.



A participação da Claro no total de adições líquidas ficou abaixo dos 20% na maior partes dos meses entre Jul/11 e Abr/12. Em Mai/12 a Claro liderou em adições líquidas do mês com uma participação de 38,1% no total das adições líquidas do mês .
Este pode ser um sinal de que a Claro está de volta à briga pela liderança no celular no Brasil.

Uma das explicações para o baixo crescimento da Claro neste período é a possibilidade da operadora estar realizando uma limpeza de base. De fato, o churn mensal da operadora cresceu neste período.
Se a Claro completou no mês de maio a limpeza de sua base de pré-pago e agora está pronta para crescer o mesmo parece não ter ocorrido ainda no pós-pago. A operadora apresentou adições líquidas negativas (-82 mil) neste segmento.
Outro sinal de que a Claro está arrumando a casa foi a revisão feita em sua base de dispositivos 3G, que a levou a liderança em banda larga móvel no Brasil.

Seja como for, conquistar a liderança em adições líquidas nos próximos meses pode ser mais difícil do que foi em maio.

A Claro foi a única operadora a ter adições líquidas em maio superiores às dos meses anteriores de 2012. As adições líquidas de Vivo e TIM em maio foram as menores do ano.
Fonte: Anatel

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários