4G não será prioridade para empresas de telecomunicação em 2012

O setor de telecomunicações entra em 


2012 com os principais players consolidados e uma grande faixa do espectro já 

ocupada. Apesar desse cenário, o leilão da faixa de 2,5Ghz – o chamado 4G – 

não é apontado pelas empresas como prioridade.


Nenhuma das empresas de telecomunicação afirmou que não pretende 

concorrer ao leilão, porém alguns são mais ressabidos. A Telefônica Brasil, 

a Oi e a TIM têm apresentado mais ressalvas quanto ao leilão e afirmam que só

definem a participação do processo de compra após a divulgação do edital. 

A Claro, a GVT e a Nextel já afirmaram que têm um forte interesse na faixa. 


Para o presidente do instituto Teleco, Eduardo Tude, não há um 

desinteresse no 4G, mas sim um interesse a longo prazo. “As empresas estão 

tentando fazer funcionar o modelo 3G, ainda não amadurecimento de 

infraestrutura ou comercial para uma entrada forte no 4G”, aponta.


O analista de investimentos do Banif, Alexandre Pardellas, as empresas de 

qualquer forma vão participar do 4G. “Com a escassez de espectro, a faixa do 

700Mhz é importante para garantir posição no mercado”, afirma o 

especialista. “O principal lobby das operadoras, no entanto, será para 

diminuir as obrigações vinculadas à compra das licenças, podendo adiar um 

investimento mais pesado em 4G”.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários