Internet a R$35 cada vez mais presente entre as famílias. Veja os investimentos

O PNBL (Programa Nacional de Banda Larga), que começou a funcionar no estado de São Paulo no final de setembro, caiu nas graças dos consumidores paulistas. Com mensalidade a partir de R$ 29,80, a internet popular oferecida pela Telefonica segundo as regras do programa teve 300 mil adesões nos últimos três meses e é oferecida em 229 municípios.
Com o reforço dos clientes de banda larga popular, a empresa atingiu a marca de 1 milhão de famílias conectadas.
Até o final do primeiro semestre de 2012, serão mais 71 cidades no estado com banda larga de 1 megabit por segundo de velocidade. Em 2013, a Telefonica pretende atender uma área de 662 cidades.
Atualmente, o programa está disponível em 544 cidades no país, ou seja, 42% dos municípios que oferecem planos de conexão mais em conta estão no estado de São Paulo.
De acordo com o Ministério das Comunicações, o público-alvo do programa de internet popular são as famílias de classe D, com renda mensal entre R$ 751 e R$ 1.200.
Dados do ministério apontam que apenas 3% das famílias de classe D têm internet em casa. O objetivo do governo é ampliar essa porcentagem para 34% no próximo ano, algo em torno de 40 milhões adesões.
“A política de banda larga precisa atender à população de baixa renda, assim como às escolas e às zonas rurais”, disse Cezar Alvarez, secretário executivo do Ministério das Comunicações.
Telefone / Em parceria com a Vivo, a Telefonica oferece banda larga a R$ 29,90 em cerca de duas mil cidades dentro da cobertura da rede móvel 3G da operadora.
Nas 229 cidades paulistas que têm o serviço é possível contratar a internet de banda larga mais um linha de telefone fixo com mensalidade de R$ 65, também de acordo com as regras do PNBL.
As cidades da região metropolitana de São Paulo estão na cobertura da banda larga popular. No litoral, Santos, Peruíbe, São Vicente e São Sebastião já estão no programa. A ampliação deve beneficiar mais cidades do litoral e interior.
Governo quer reduzir tributos das redes


Para incentivar a competição entre as empresas e ampliar a construção de  redes de fibra óptica, o governo estuda a redução de impostos para as empresas de telefonia,  principalmente nas regiões onde não há fibra óptica.


250 

estações de telecomunicações serão criadas em 2012



Ceará e Rio Grande do Sul terão ligação

No ano que vem, a Telebras vai construir uma rede  ligando Fortaleza (CE) e Porto Alegre (RS). A conexão entre as capitais, pelo litoral, será concluída até setembro.

Satélite será lançado no ano da Copa

Em 2014,  a Telebras pretende  lançar um satélite para concluir a implantação do Plano Nacional de Banda Larga em 1.300 cidades localizadas em regiões remotas do país. O satélite também será usado para monitoramento militar e  comunicações estratégicas do governo.


Cabo pelo mar até a África,  Europa e EUA

Em 2012, começa a instalação dos cabos submarinos que garantirão conexão em alta velocidade entre  o Brasil, a  Europa e  a  África, além dos Estados Unidos.


Até a Copa, país terá rede de internet mais rápida e barata

Entre os preparativos de infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014, está a criação de redes, construção de estações de telecomunicações, introdução da tecnologia 4G e até o lançamento de um satélite.

De acordo com a Telebras, essas medidas visam a ampliar o acesso à internet  e melhorar a comunicação no país.
Os investimentos, a médio e longo prazos, vão possibilitar a redução no custo da conexão, segundo a Telebras.
Para 2012, a estatal informa que o valor da mensalidade da banda larga popular será mantido em R$ 35. Com chance de diminuir por conta do aumento na base de clientes e a implantação de novas tecnologias.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários