sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Polarização entre acionistas e credores dificulta acordo na Oi

O que você achou? 
Para o relator do caso na Anatel, Leonardo de Morais, há uma polarização acima do normal entre credores e acionistas, prejudicando a Oi.

Nesta semana, o relator do processo da Oi na Anatel, Leonardo de Morais afirmou que as dificuldades que a Oi tem encontrado para acertar um acordo sobre sua situação financeira, se deve a forte polarização entre acionistas e credores.

O conselheiro afirma que essa indefinição tem preocupado a Anatel sobre o destino do processo de recuperação judicial da operadora. Para o executivo, a polarização na Oi é acima do normal e compromete as negociações, o que tem adiado a nova versão do plano de recuperação judicial da Oi. Por conta disso, a operadora conseguiu na justiça o adiamento da Assembleia Geral de Credores para 23 de outubro.

Paralelo a isso, Leonardo de Morais retirou a discussão sobre o processo que pode determinar a intervenção ou até a cassação das licenças da operadora da pauta da reunião do Conselho Diretor da Anatel na tarde de ontem, 28.

A Oi tem avaliado diversas possibilidades de aporte de capital e o interesse de empresas chinesas tem chamado a atenção. Como o Minha Operadora noticiou nos últimos dias, a China Mobile, maior operadora do mundo, demonstrou interesse em comprar o segmento móvel da operadora e a China Telecom firmou um acordo com a companhia para possíveis investimentos, ambas as empresas tem discutido a situação da operadora brasileira com representantes do Governo.

LEIA TAMBÉM:


Um comentário:

  1. Avante Oi!
    Oi precisa de investir em banda larga e pra isso precisa da aprovacao da PLC 79.

    ResponderExcluir