29/02/2024

‘Black Fraude’? Descubra como fugir dos golpes cibernéticos nessa época

Essa época esta cheia de pessoas buscando ofertas e de golpistas prontos para roubar, por isso é importante saber se desviar da Black Fraude.

“Black Fraude”? Esse é nome que os brasileiros deram para os golpes feitos em época de Black Friday. Tanto esse mês quanto dezembro do ano são períodos muito esperados pelos consumidores em busca de descontos, mas também representam um momento de alto risco para cibercriminosos que buscam explorar vulnerabilidades e realizar ataques online.

Compras

Porém, os cibercriminosos direcionam seus ataques a lojas online populares, sobrecarregando seus servidores e causando interrupções nas operações. Esses ataques prejudicam não apenas a experiência do consumidor, mas também resultam em perdas financeiras significativas para as empresas afetadas. Portanto, é crucial que os consumidores estejam cientes desses riscos e adotem medidas de segurança ao realizar compras online durante esse período crítico.

Como estar protegido nessa época e evitar cair na Black Fraude?

Tanto os consumidores quanto as empresas precisam estar vigilantes e adotarem medidas robustas de segurança cibernética para mitigar os riscos associados à Black Friday. Analisando esse cenário, o especialista Helder Ferrão, Estrategista  de Indústrias para a América Latina da Akamai Technologies, detalhou os ataques mais comuns durante a Black Friday e Natal:

Phishing, Roubo de Credenciais, Fraudes em Cartões de Crédito:

  • Phishing e roubo de credenciais são ameaças sérias durante as compras de fim de ano. Criminosos utilizam e-mails, mensagens e chamadas telefônicas falsas para obter informações confidenciais. Criam sites falsos semelhantes aos oficiais para enganar consumidores. Skimmers comprometem sistemas de pagamento, expondo dados de cartões de crédito.
  • Para se proteger, é crucial verificar e desconfiar de comunicações desconhecidas, checar remetentes e evitar links não confiáveis.

Ataques de Ransomware:

  • Empresas e consumidores são alvos de ransomware, bloqueando ou roubando acesso a sistemas e exigindo pagamentos.Ataques durante compras de fim de ano podem causar interrupções em serviços online, perda de dados e inflação de preços.
  • Conscientização e medidas robustas de segurança cibernética são essenciais para mitigar riscos.

Vulnerabilidade em Aplicativos e Sites, Ataques DDoS:

  • Aumento do tráfego durante eventos de compras revela vulnerabilidades em aplicativos e sites. Cibercriminosos exploram brechas com ataques como bots, injeção SQL e DDoS. Ataques DDoS sobrecarregam servidores, interrompendo serviços de venda.
  • Empresas devem implementar medidas de cibersegurança, como firewalls e filtros de tráfego, para mitigar riscos.

Medidas de Proteção

De um modo geral é indicada a adoção de práticas comuns, como senhas fortes, autenticação de dois fatores e investimento em soluções de segurança cibernética. Além disso é importante a realização de testes de segurança regularmente. Por fim, é necessário também ter prontidão para lidar com incidentes de segurança de forma ágil para evitar perda de vendas.

“O consumidor deve estar atento não apenas aos descontos, mas também à segurança digital, adotando práticas como a verificação de sites seguros, o uso de senhas fortes e a consciência em relação a possíveis ameaças cibernéticas. Essa cautela é essencial para garantir uma experiência de compra segura e livre de contratempos durante essa época.” afirma Helder.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários