InícioProjetos SociaisVivo abre 200 vagas para mulheres em áreas técnicas

Vivo abre 200 vagas para mulheres em áreas técnicas

Operadora quer estimular a presença feminina nos cargos de instalação e reparo.

Mulher aparece utilizando um colete roxo da operadora.
Imagem: Divulgação/Vivo.

A Vivo está com 200 vagas abertas para abertas para mulheres, distribuídas em 12 estados do país. As funções são voltadas, principalmente, para realização de reparos e instalações na casa dos clientes.

A oportunidade faz parte do programa “Mulheres em Áreas Técnicas”, lançado em novembro de 2018, e serve para estimular mais mulheres a trabalharem nos cargos de instalação e reparo.


As vagas são ofertadas para os estados onde o programa já foi implantado, como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina, além de outros lugares que passam a fazer parte do projeto, como Distrito Federal, Goiás Espírito Santos, Minas Gerais, Sergipe, Bahia, Alagoas e Piauí.

Para as candidatas que ficaram interessadas em se candidatar às vagas, é necessário ter ensino médio completo, além de ser preferível ter alguma experiência com telecom.

VIU ISSO?

–> Dia da Mulher: Vivo quer mais mulheres em áreas técnicas

–> Vivo lança campanha de combate à violência contra a mulher

–> Telefônica Brasil nomeia mais uma mulher para o Conselho

Para o cargo de instaladora, é preciso que a candidata tenha CHN, categoria B. Todo o treinamento, com mais de 100 horas de capacitação, é oferecido pela Vivo.

A operadora informa ainda que vai realizar a Feira de Recrutamento Mulheres em Áreas Técnicas, no dia 29 de marços, às 14h, em formato 100% online.

O evento é destinado às candidatas interessadas nas vagas e vai contar com a participação de profissionais da área, que irão falar sobre suas experiências e tirar dúvidas sobre a função.

As inscrições para o programa ficarão abertas entre os dias 15 e 24 de março e podem ser realizadas através deste link.

Programa ‘Mulheres em Áreas Técnicas’

Segundo a própria Vivo, o objetivo do programa “Mulheres em Áreas Técnicas é promover a diversidade e estimular a presença feminina em atividades que antes eram consideradas tipicamente masculinas, como as funções de instalação e reparo nas casas dos clientes.

Além disso, a empresa pretende expandir o programa para todas as regiões do país e garantir que, a cada três profissionais selecionados em processo seletivo para os trabalhos de campo, ao menos uma seja mulher.

Com informações de Exame.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários