Família cai em golpe que usou o nome da Algar Telecom

Criminosos disseram que jovem havia ganhado R$ 10 mil da operadora de telefonia, mas solicitou depósitos como condição para entrega do prêmio.


No último domingo (23), por volta das 16h, um vidraceiro de 29 anos recebeu uma ligação de um suposto gerente da Algar Telecom relatando que ele havia ganhado um prêmio de R$ 10 mil.


A condição para o jovem receber o prêmio seria que tivesse uma conta de, no mínimo, R$ 1.000. 


Ele então contou para o irmão de 23 anos sobre o telefonema e ambos foram até uma agência da Caixa Econômica da qual retiraram um extrato comprovando que havia a quantia de R$ 1.500 na conta. 

Em seguida, o criminoso pediu que a vítima realizasse diversas transferências. Uma no valor de R$ 999,34 e outra de R$ 150,34 da conta do próprio vidraceiro. 

Também foi solicitada a realização de outras três transferências, de R$987,65, R$499,66 e R$150,66 da conta do irmão. E mais uma de R$198,65 da conta de outra jovem.

O criminoso ainda pediu que fosse feito um empréstimo de R$ 2.100 na conta desta jovem, o que não foi possível.
A esposa do vidraceiro desconfiou da situação e pediu para falar com o suposto gerente. Ele se negou a conversar com a esposa dizendo que só era autorizado a falar com o vidraceiro. 

A esposa então foi com o marido e o cunhado até a sede da Polícia Militar e registrou a ocorrência. 

O golpista havia dado o nome de Paulo Ricardo Magalhães. Ele passou um CNPJ que seria da Algar Telecom e até o número do protocolo. O prejuízo total foi de R$2.986,30.

As contas que receberam as transferências estão em nome de duas mulheres de duas cidades diferentes no Estado do Ceará

As vítimas ficaram com os comprovantes para tentar recuperar os valores. As autoridades alertam as pessoas para nunca depositarem ou transferirem dinheiro para conta de estranhos e sempre desconfiarem de prêmios oferecidos por meio de telefone, internet ou até pessoalmente.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
6 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários