segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Presos criam “setor de telefonia” em cela e publicam selfie na web

O que você achou? 
Presos envolvidos na fraude foram identificados e transferidos para outras unidades.

Um grupo de pelo menos 14 detentos do Centro de Detenção Provisória (CPD) de São Vicente, no litoral de São Paulo, criou um “setor de telefonia” em uma das celas. Eles conseguiam fraudar o bloqueio de celular na unidade.

Segundo o G1, os presos se revezavam entre as gambiarras e celulares para burlar o sistema e trocar informações de dentro para fora do CDP. 

O grupo só foi identificado porque os detentos tiraram uma ‘selfie’ utilizando os celulares que rapidamente se espalhou pelas redes sociais, facilitando a identificação dos responsáveis pela fraude pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).



Por meio de nota, a SAP confirmou que, a partir de informações obtidas pelo Núcleo de Inteligência da pasta, fez uma revista geral na última segunda-feira (22) na unidade. 

Ainda de acordo com a secretaria, os detentos não conseguiam fazer ligações, mas havia “vazamento eventual de sinal de internet”. 

VIU ISSO?




Foram apreendidos 17 aparelhos celulares. Os 14 presos envolvidos na ação foram transferidos para outras unidades.

Após a descoberta da fraude, técnicos do sistema de bloqueio de sinal de celular estiveram na unidade para reforçar o sistema. 

O Centro de Detenção também está instalando uma tela de 16 metros ao lado da rodovia para evitar arremessos de novos aparelhos.

O CDP de São Vicente fica às margens da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no bairro Samaritá. 

A unidade é reservada apenas para presos provisórios, com prisão preventiva ou temporária decretada. O local não abriga condenados.

Em agosto, o Senado Federal aprovou mais um polêmico projeto de lei que prevê a instalação obrigatória de bloqueadores de celulares em presídios do Brasil.



Um comentário: