InícioNotíciasCPI da Telefonia Móvel chega ao fim em Santa Catarina

CPI da Telefonia Móvel chega ao fim em Santa Catarina

Na tarde de terça-feira (26), a CPI da Telefonia Móvel de Santa Catarina encerrou suas atividades com a entrega do Relatório Final e a assinatura do Termo de Compromisso com representantes das operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo que irá garantir melhora no serviço de telefonia móvel no estado.

Desde ontem (27), as operadoras receberam um prazo de 10 dias úteis para apresentarem à Assembléia Legislativa de Santa Catarina o Plano de Melhoria da Prestação do Serviço Móvel Pessoal, com informações específicas de expansão de cobertura e melhorias da qualidade que serão realizadas ainda neste ano. Para 2014, as informações sobre as previsões de expansão deverão ser apresentadas até o final do 1º trimestre.

O Termo de Compromisso ainda estabelece ampliação da área de cobertura rural, melhorias nos call centers e no atendimento presencial. “A operadora TIM se comprometeu em ampliar o sinal para um raio de 30 km da sede de todos os municípios de Santa Catarina até 2015. A lei vigente hoje exige que o sinal cubra apenas 80 % da sede dos municípios. A ampliação da cobertura trará benefícios para todos os catarinenses, principalmente para quem mora no interior ou trafega pelas rodovias e sofre com a precariedade do serviço”, afirma o presidente da CPI, deputado Silvio Dreveck (PP).

A CPI da Telefonia Móvel de SC foi composta por sete membros e contou com um prazo de 180 dias para apreciar as denúncias de irregularidades nos serviços prestados. Participaram da Comissão o relator Moacir Sopelsa (PMDB), a sub-relatora Ana Paula Lima (PT), Sargento Amauri Soares (PSOL), Maurício Eskudlark (PSD), Edison Andrino (PMDB) e Marcos Vieira (PSDB).

Documentos Relacionados


Redação Minha Operadorahttps://plus.google.com/112581444411250449571
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários