Virgin Media retire “ilimitado” das propagandas!

Depois de três denúncias contra uma propaganda da Virgin Media, sendo duas das concorrentes BSkyB e BT, a empresa tem que retirar do ar um anúncio que dizia ‘internet ilimitada’ de alta velocidade.

A situação é a seguinte: a Virgin Media estava fazendo propaganda excessiva de seus cabos subterrâneos e também se gabava de ter uma internet super rápida. Na propaganda ela alegava ter um internet super rápida de 120Mbps que dava acesso a tudo o que você queria baixar ou assistir, dentro das leis britânicas claramente. Em horários onde eles atingiam o pico de uso de internet, alguns poucos usuários sofriam uma queda de até 50% da velocidade contratada temporariamente, e isso não afetava os usuários muito pois na maioria da vezes esse número era muito menor que 50%. Tudo bem até essa parte, só que ao perceber que isso ocorria a BSkyB, BT e um usuário da Virgin reclamaram contra ela na Advertising Standards Authority (ASA), um orgão britânico que regula a propaganda dentro no país e traduzido ao pé da letra como Autoridade de Normas de Publicidade.

No final de tudo, a ASA concluiu que usar a palavra ilimitado(a) nas propagandas, contando somente com essa possível redução de velocidade, era uma propaganda enganosa e baniu a Virgin Media de usar o termo em sua publicidade. A Virgin através de nota comentou que “Nossos clientes recebem banda larga ilimitada e super rápida, mesmo que por um curto período de tempo tenham sua velocidade reduzida” e aproveitando a situação também falou que “podem baixar mais que outros planos ilimitados como a BT Infinity”.

Imagina se a TIM, Claro, Oi, Vivo NET tivessem uma AMA para se preocupar em nosso querido Brasil… como seria?

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários