Vivo religa sua rede CDMA

Pressionada por ações judiciais, a Vivo reativou o sinal CDMA, que garante telefonia celular nos locais mais distantes, como zona rurais. O sinal havia sido desligado no final de setembro, prejudicando milhares de consumidores em todo o estado de Rondônia, por exemplo, que dependem desta tecnologia para utilizar o telefone.

Em comunicado a imprensa, a Vivo confirmou a desativação do sinal CDMA, alegando que a operadora iria atuar apenas com a tecnologia GSM e que havia avisado seus clientes e oferecido gratuitamente a troca dos telefones CDMA por modelos GSM. Mas o problema é que o sinal GSM não tem longo alcance e não chega às localidades atendidas pelo CDMA. 

O que a Vivo propôs foi trocar um telefone que funciona por um aparelho novo que não funciona, afirma a advogada Talitah de Melo Badra, que defende clientes da Vivo em ação que tramita na 10ª Vara Civil de Porto Velho. O que as pessoas querem é que o telefone funcione, independente do tipo de tecnologia, diz a advogada. Talitah garante que o Código de Defesa do Consumidor e resoluções da ANATEL vedam alterações unilaterais, sejam tecnológicas ou comerciais, que prejudiquem o consumidor

Dias após ser notificada da ação judicial, a Vivo reativou o sinal CDMA. O processo prossegue para impedir que o sinal seja novamente suspenso enquanto não for assegurada uma alternativa viável para os consumidores que dependem desta tecnologia para ter telefone.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários