[Especial 4G] Claro e Vivo levam melhores lotes do leilão 4G


A Anatel encerrou, no começo dessa tarde, a primeira etapa do leilão 4G – que ofertou os quatro lotes mais importantes da nova rede de celular.

As operadoras Claro e a Vivo conseguiram ficar com os dois melhores lotes que estavam sendo leiloados. Os dois contam com frequências que exigem menos antenas para se obter uma grande cobertura de sinal.

Pelas dois melhores lotes do 4G, o governo estava cobrando cerca de 631 milhões de reais cada um. Contudo, conseguiu mais dinheiro. A Claro, por exemplo, pagou 844 milhões por um deles. Já a Vivo gastou um pouco mais: 1 bilhão de reais.

Os outros dois lotes foram comprados pela Tim e pela Oi. As operadoras pagaram, respectivamente, 340 milhões e 330 milhões de reais. Por cada um desses lotes, o governo cobrava 315 milhões – ou seja, conseguiu de novo um valor mais alto pelas licenças.

As operadoras vencedoras poderão oferecer o serviço de 4G por todo o território nacional a partir de agora. Contudo, a tecnologia só deverá ser ofertada em abril de 2013, na Copa das Confederações.

Zona Rural

As quatro operadoras não fizeram propostas pelas frequências (de 450 MHz) para atender a zona rural. Com isso, a Anatel obrigou as operadoras ganhadoras dos lotes principais a levar o serviço de voz e dados para o campo.

A Oi, por exemplo, deverá instalar antenas nas zonas rurais do Centro-Oeste do país e do estado do Rio Grande do Sul. Já a Tim deverá levar antenas para o campo de 4 estados: Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

A Vivo, por sua vez, deverá cobrir as zonas rurais de São Paulo, Minas Gerais, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Já a Claro será responsável pela região Norte, Maranhão e Grande São Paulo. 

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários