Veek almeja chegar a todo o Brasil até 2022

Empresa está promovendo pacote gratuito de internet, ligações e mensagens de texto.

Veek almeja chegar a todo o Brasil até 2022

Em comunicado à imprensa, a Veek informou que pretende chegar a todas as cidades brasileiras até o ano que vem.

Atualmente, a operadora virtual (MVNO na sigla em inglês) está disponível em pouco mais da metade (58%) dos DDDs do país.

Na lista que o serviço está disponível estão as áreas 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 21, 22, 24, 27, 28, 31, 32, 33, 35, 37, 38, 39, 41, 42, 43, 44, 45, 46, 51, 53, 54, 55, 61, 71, 73, 74, 75, 77, 92, 97, 98 e 99.

A expectativa da MVNO é atingir mais de 200 mil pessoas até o fim de 2021 e ultrapassar a marca de um milhão de clientes no ano que vem.

VEJA TAMBÉM:

–> Veek está de volta

–> CEO da Veek promete promoções interessantes e agressivas em breve

–> Veek é descredenciada pela Surf Telecom; entenda o que muda

A Veek diz que pretende converter usuários por meio de ferramentas de análise de dados e inteligência artificial, escutando o feedback dos usuários para aprimorar a experiência dos clientes.

“Queremos ser o quarto player de telecom do Brasil”, afirma o CEO da Veek, Alberto Blanco.

Plano Freemium

A Veek tem se autopromovido como a “primeira operadora realmente gratuita de celular do mundo”, com o lançamento de um plano móvel freemium, em abril passado.

Na prática, o usuário adquire um chip pelo valor promocional de R$ 30 (lote de 10 mil chips) e recebe gratuitamente 1GB de internet mensal, ligações ilimitadas e 30 mensagens de texto (SMS) por dia.

Para “pagar” pelo serviço, o usuário precisa fazer o “check-in”, no qual ele assiste a vídeos publicitários de alguns segundos.

O uso dos serviços de internet, voz e SMS são liberados por 60 minutos a cada check-in feito.

Basta assistir a um vídeo por dia para renovar o plano mensalmente, sem a necessidade de pagar mensalidades ou fazer recargas.

Além do plano freemium, o usuário pode fazer um plano de assinatura mensal ou adquirir pacotes avulsos de 2GB (R$ 25), 4GB (R$ 35), 8GB (R$ 50) e 16GB (R$ 90).

“A startup surgiu para abolir de vez as práticas jurássicas da indústria telefônica. Inclusive, propondo algo que é um tabu para a concorrência: se a internet é um direito humano, não devemos gastar para ter esse acesso”, explica Jotta Fernandes, diretor de produto da Veek.

O pedido do chip pode ser feito pelo aplicativo da Veek, disponível para Android e iOS.

Atualmente, a operadora virtual utiliza a infraestrutura da Americanet e a rede móvel da TIM.

Com infromações de Assessoria de Imprensa Veek.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários