Governo autoriza captação de R$ 152 milhões para o projeto ‘Piauí Conectado’

Iniciativa visa levar rede de fibra de alta capacidade para todo o estado piauiense.

Governo autoriza captação de R$ 152 milhões para o projeto ‘Piauí Conectado’

Nesta terça-feira, 18 de maio, foi publicada no Diário Oficial da União a portaria do Ministério das Comunicações (MCom) que aprova a emissão de R$ 152,8 milhões em debêntures para o projeto “Piauí Conectado“.

A emissão será feita pela SPE Piauí Conectado, concessionária responsável pela construção de uma rede de fibra em 100% do estado do Piauí, por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP).

No último dia 7 de maio, foi assinado um aditivo contratual para iniciar a segunda fase do projeto, atendendo mais 123 cidades que não foram contempladas inicialmente.

A expectativa é implantar uma rede de alta capacidade com 6.052 km de extensão até maio de 2022.

VEJA TAMBÉM:

–> Brasil adere a projeto inédito para construção de novo cabo submarino

–> Pequenos provedores dominam mercado de banda larga em 3,5 mil cidades

–> Covid-19 faz dobrar consumo de internet no Brasil

As debêntures são títulos públicos emitidos pelas empresas com o objetivo captar recursos no mercado de capitais para investir nas operações do negócio.

Elas funcionam como uma espécie de empréstimo, no qual os investidores se tornam os credores das empresas.

Com a emissão, a SPE Piauí Conectado espera utilizar o dinheiro captado para implantar, ampliar, manter, recuperar, adequar e/ou modernizar rede de transporte, rede local sem fio, centro de dados (datacenter), infraestrutura de rede para telecomunicações e infraestrutura para virtualização de rede de telecomunicações.

“Piauí Conectado é mais do que uma PPP de tecnologia. É uma parceria entre estado e iniciativa privada que está promovendo a maior revolução digital do país. O acesso à banda larga em todo o território é desenvolvimento social e inclusão como nunca foi visto para áreas de Educação e Saúde”, diz Viviane Moura, da Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) do estado do Piauí.

“Ao final desta fase o Piauí terá uma das redes de comunicação mais modernas do mundo e estará preparado para todas as tecnologias futuras”, ressalta Emerson Silva, diretor-presidente da SPE Piauí Conectado.

A SPE Piauí Conectado faz parte do grupo Globaltask, uma empresa de Cuiabá, no estado do Mato Grosso.

Desde 2015, a empresa vem realizando estudos e levantamentos para a realização do projeto.

A ordem de serviço foi assinada em junho de 2019.

Até o momento, 101 municípios já foram atendidos pelo projeto Piauí Conectado.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários