sábado, 9 de fevereiro de 2019

Seu celular pode pegar em todos os municípios com ideia da Anatel

Ainda em 2019 deve entrar em vigor um acordo de roaming entre as quatro principais operadoras do país nas cidades com menos de 30 mil habitantes.


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em conjunto com as empresas de telefonia, quer colocar em prática ainda este ano o projeto "Roaming 30K", que prevê que todos os municípios com menos de 30 mil habitantes sejam atendidos pelo modelo de roaming de voz e dados entre as quatro principais teles do país.

Mais de 1.700 cidades já solicitaram a presença do projeto. Essa união das operadoras seguindo esse modelo pôde ser visto recentemente em Brumadinho, com um acordo de roaming entre Claro, Vivo, TIM e Oi para prover sinal 4G na região, facilitando o trabalho das equipes de resgate.




É bom deixar claro que com esse projeto "Roaming 30K", a Anatel não está permitindo um roaming total, em que todas as operadoras acessam as redes das outras, para evitar que um cliente que esteja na área da sua prestadora seja indevidamente atendido por outra empresa, encarecendo o serviço. Inviabilidades técnicas também estão na lista dos impedimentos.

O objetivo da Anatel é que, num primeiro momento, nas cidades em que haja mais de uma prestadora, apenas uma delas seja a responsável por receber os clientes das demais operadoras que não operam naquela região.

Atualmente todos os municípios do território nacional possuem cobertura de pelos menos uma operadora. Isto significa que, com a medida, se uma operadora sempre vai atender as demais, clientes de qualquer operadora terão sinal em todos os municípios do Brasil.


VIU ISSO?

Já numa segunda fase será possível viabilizar a utilização da rede de uma operadora por um usuário de outra, caso ele esteja na área de sombra de sua prestadora nativa, mesmo que exista cobertura da mesma na sede municipal. Isso deve melhorar o sinal em estradas e áreas rurais.

Segundo dados da Anatel, existem 667 municípios com menos de 30 mil habitantes com apenas uma prestadora, 1.356 com duas prestadoras, 919 com três e 1.545 com quatro ou mais.


18 comentários:

  1. Isso seria excelente.
    No distrito de Nova Almeida, divisa de Domingos Martins e Marechal Floriano, região serrana do E.S., temos 4G em 700MHz da tim, que provê internet, sem voz. E temos 2G da vivo, em 850 MHz, que provê voz, mas não internet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O 4g em 700 MHz vc pode falar em volte , mais tem que ter um celular compatível com essa tecnologia

      Excluir
    2. A Vivo ainda oferece voz em 850 MHz? Pensei que ela já estevesse usando usando apenas 1800 MHz pra voz e 850 MHz para 3G no Brasil todo.

      Excluir
  2. Isso não desanimaria as operadoras de investirem em novas redes para estes lugares? Como as operadoras continuariam a usar o marketing de "melhor cobertura" com um compartilhamento assim?

    ResponderExcluir
  3. Uma otima ideia,mas eu acho q a operadora q mais vai emprestar a torre vai ser a vivo,pois aqui perto de Ribeirao Preto por exemplo só ela pega nos distritos como Juruce e Candia com suas torres la.A vivo pode ser a mais cara mas de um mido geral, ela coloca torres aonde as outras nao poem, por isso q ela pega ate no meio do mato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vovó por ter adquirido a antiga Telesp Celular tem torres onde outros concorrentes não tem permissão em ter, por isso ela leva essa vantagem aqui no estado de São Paulo...

      Excluir
  4. Eles vão compartilhar só o 3g e o 2g , pq o 4g vai ficar só para a própria prestadora

    ResponderExcluir
  5. Isso é ruim. Desincentiva as operadoras em melhorar o serviço e aumentar a cobertura própria. Imagina a Claro trocando área de cobertura 3g com a Tim no interior. Claro com sua rede de 3 a 7mbps, serviços de voz que dificilmente caem ou cortam. A Tim com sua rede que mal pega 1mbps, voz cortando o tempo todo. O cliente Tim pagando barato pra usar Claro, e o cliente Claro pagando um pouco mais pra usar Tim. O que as operadoras vão pensar é em instalar qualquer porcaria nessas cidades, pois elas vão compartilhar com as outras, e sendo pra compartilhar qualquer porcaria serve. Anatel como sempre fazendo cagada.

    ResponderExcluir
  6. No meu caso isso não adiantaria nada porque minha cada fica numa áera de sombra para as 4 operadoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com o desligamento do sinal analógico o sinal 4g está chegando mais longe , tem que ver se as operadoras já estão usando o 4g em 700 MHz na sua região , e as operadoras tbm tbm que instalar mais antenas , a Tim está instalando biosite , em várias cidades

      Excluir
  7. Conheço pequenas cidades que tem roaming, mas a tarifa de minuto de ligação para quem está ligando é absurdamente cara, portanto, só serve mesmo para receber ligação!

    ResponderExcluir
  8. O mercado precisa ser sempre ser livre e aberto. Esse tipo de intervenção não é nada bom.

    ResponderExcluir
  9. Sabemos que para essas regiões onde se tem um baixo número populacional, não é de interesse dessas empresas de serviços móveis os devidos investimentos para ampliar e melhorar a cobertura e produtos. Gostei da iniciativa, parece que pode diminuir o sofrimento de quem enfrenta uma série de dificuldades para usar um celular.

    ResponderExcluir
  10. Vale lembrar que sao cidades pequenas isso realmente e bom. Porém, as operadoras que preservam a qualidade com a Vivo por exemplo, deve investir na antena existente pois tem cidade com uma antena de outras operadoras que já atende mal sua própria rede.

    ResponderExcluir
  11. Gostei boa iniciativa aqui por exemplo so pega vivo

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Aqui no Estado do Pará na Ilha de Cotijuba que Pertencem ao município de BBelém-pa na ilha chegou agora no Ano de 2018 a cobertura de Celular da Claro antes só Era Possível ter Sinal Através de Antena Rural mais no Momento e só o Sinal da operadora Claro que Está Presente as Demais Operadora não pegar já em Salvaterra Ilha de Marajó-Pa a Claro ainda não Chegou com Sinal 4G e a Operadora da Oi a Anos só Fornecem o Sinal 2G.

    ResponderExcluir
  14. Notei diferença em um municipio do interior do estado do RS onde antes só havia VIVO, hoje lá chegou a CLARO, municipio tem população de 4.000 habitantes, funciona só 2G, mas pelo menos o serviço de voz está 100%.

    ResponderExcluir

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.