terça-feira, 20 de novembro de 2018

Velocidade média em rede móvel aumenta 26,8% no Brasil

O que você achou? 
No entanto, país ocupa o 71º lugar no ranking mundial de velocidade média de download em dispositivos móveis.


A velocidade média de download de celular no Brasil aumentou em 26,8% em relação à 2017, enquanto a velocidade média de upload aumentou em 27%, conforme último relatório do Speedtest, divulgado na última segunda-feira (19) pela Ookla.

O Speedtest também analisou a banda larga fixa e apontou que a velocidade média de download foi de 23,64 Mbps, enquanto a velocidade média de upload foi de 10,57 Mbps durante o mesmo trimestre. 



Durante o mesmo período, a Claro e a NET continuaram sendo a operadora e o provedor mais rápidos, respectivamente.

Mesmo aumentando em 26,8% a velocidade média de download, passando a 18,50 Mbps, o Brasil ficou em 71º lugar no mundo em relação à média de velocidades de download em dispositivos móveis no segundo e no terceiro trimestre de 2018.

Para a velocidade de upload móvel, o Brasil ficou em 99º lugar no segundo e terceiro trimestre de 2018, entre a Costa do Marfim e a Ucrânia, com 7,52 Mbps.

A justificativa do Speedtest para a baixa classificação do Brasil é a imensa área do país para se cobrir com internet móvel. 

No entanto, a empresa considera que os investimentos das principais operadoras têm o potencial de melhorar drasticamente as velocidades móveis no país em um futuro próximo.

Operadoras


Os dados de Speedtest Intelligence revelam que a Claro foi a operadora mais rápida do Brasil durante o segundo e terceiro trimestre de 2018, alcançando um Speed Score de 26,75 em dispositivos modernos. 

Em segundo lugar está a Vivo, com um Speed Score de 17,59, enquanto a TIM ficou em terceiro lugar, com 13,68. A Oi e a Nextel estão em quarto e quinto lugares, respectivamente, com Speed Scores de 10,63 e 8,42.



Conforme o relatório, “a rede LTE líder da Claro usa uma combinação saudável de bandas de frequências baixa, média e alta, oferecendo profundidade de abrangência em uma ampla área.”

Usando a agregação de operadoras, a operadora pode aumentar as velocidades para usuários com celulares capacitados em 828 cidades. Em algumas áreas de São Paulo, a Claro pode oferecer velocidades máximas de 1 Gbps.

Em preparação para o 5G, a Claro e a Ericsson fizeram uma demonstração utilizando canais de espectro de 100 MHz de largura na banda de 15 GHz, em que alcançaram velocidades de até 4,5 Gbps.

No entanto, os resultados do Speedtest não são homogêneos na vasta extensão do Brasil. Embora a Claro seja excelente em termos de velocidade, a distribuição de seus resultados é menos densa que a da Vivo e da TIM. 

A Vivo detém um portfolio de espectro similar à Claro. A operadora é capaz de oferecer velocidades acima de 530 Mbps em áreas selecionadas. 


A TIM tem sido capaz de fornecer serviços LTE em muitas regiões do país. Usando a plataforma de rádio escalável AirScale “pronta para 5G” da Nokia, a TIM foi capaz de fornecer os recursos de rede LTE-Advanced mais recentes e preparar o caminho para a próxima onda 5G. 

É importante lembrar que a TIM foi a primeira operadora VoLTE da América Latina, lançando o serviço em Brasília em julho de 2017 e, subsequentemente, em 2.000 cidades.

Depois de uma recente luta financeira, que incluiu a apresentação do maior pedido de falência na história do Brasil, a Oi está oferecendo o 4,5G (LTE-Advanced). O objetivo da operadora é abranger 26 cidades com a tecnologia até o final deste ano.

A rede LTE da Nextel é fornecida na faixa de espectro de 1.800 MHz, e, segundo o relatório do Speedtest, “os ativos limitados do espectro LTE (15 MHz de largura) estão dificultando para a operadora a competição com operadoras maiores.”

Velocidades regionais


As velocidades médias de download em dispositivos móveis no Brasil variam significativamente em todo o país, com o estado mais rápido 101,2% mais veloz que o mais lento. 

Em geral, as velocidades médias de download mais rápidas no Brasil foram observadas nas regiões sudeste, centro-oeste e sul no segundo e terceiro trimestre de 2018. 

O Distrito Federal e os estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo estavam em uma disputa acirrada pela maior velocidade de download média em dispositivo móvel.

Os cinco estados brasileiros com as menores velocidades de download em dispositivo móvel (Roraima, Amapá, Pará, Maranhão e Piauí) estão nas regiões Norte e Nordeste.



Porto Alegre e Curitiba têm a maior velocidade de download móvel entre as dez cidades mais populosas do Brasil. 

Porto Alegre foi a mais rápida, com um download médio de 24,43 Mbps

Há uma estreita competição pelo segundo, terceiro e quarto lugares, com Curitiba a 22,60 Mbps, Brasília-capital a 22,20 Mbps e Rio de Janeiro com em quarto lugar, a 22,02 Mbps. 

São Paulo, a cidade mais densamente povoada do Brasil, ocupa o quinto lugar, com uma média de 20,74 Mbps.

As velocidades mais baixas entre as maiores cidades brasileiras são encontradas na capital amazonense, Manaus, com velocidade média de download de 14,83 Mbps

Recife e Fortaleza mostram médias ligeiramente maiores de 15,46 Mbps e 17,85 Mbps, respectivamente.

A Claro continua sendo a operadora mais rápida em todas as dez cidades mais populosas do Brasil.

Para chegar aos resultados mostrados, o Speedtest analisou mais de 4,1 milhões de testes de mais de um milhão de usuários únicos em mais de 174 milhões de pontos de dados. 



3 comentários:

  1. O 4G DA CLARO SEGUE LÍDER NA MAIORIA DO BRASIL...O ÚNICO PECADO FOI A OPERADORA NÃO TER O VOLTE AINDA..QUE LOGO NOS TRAGA ESSA TECNOLOGIA..

    ResponderExcluir
  2. Claro a internet mais rapida do brasil

    ResponderExcluir
  3. De fato, não sei porque a Claro ainda não adotou tal funcionalidade! Sou cliente TIM e a qualidade das ligações via VoLTE é fantástica! Estou satisfeito com a cobertura LTE da TIM, mas precisa melhorar a velocidade do 4G, que de fato, anda na média da 13 a 14Mbps.

    ResponderExcluir

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.