sábado, 26 de maio de 2018

Oi busca por franqueados no Centro-oeste e no Rio Grande do Sul

O que você achou? 
Entre os estados do centro-oeste, sete das 15 novas franquias serão em Goiás.


A Oi está em busca de parceiros para ampliar seu atendimento nos estados do Rio Grande do Sul e de Goiás. No estado do sul do país, a operadora pretende abrir dez novas franquias ainda neste semestre. Já no estado do centro-oeste, o objetivo é ter sete novas lojas até julho. 

Além das franquias em Goiás, a operadora busca por franqueados para outros estados da região centro-oeste. São eles: Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. 



A empresa também está expandindo sua rede no estado de Santa Catarina, no qual já abriu duas lojas neste mês e pretende abrir outras 11 neste semestre. 

No estado gaúcho, a Oi busca franqueados para as cidades de Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Canoas, Caxias do Sul, Carazinho, Erechim, Passo Fundo, Sapucaia do Sul, Torres e Viamão. 

No Rio Grande do Sul, a companhia já conta com 23 franquias e a previsão é expandir em 35% o número de lojas no estado.

No ano passado, foram investidos R$ 273,5 milhões no estado, sendo que a maior parte dos recursos foi aplicado na modernização da infraestrutura e expansão da capacidade de rede, na expansão do 4G e dos serviços de TI.

A Oi aumentou em 166% o número de cidades com cobertura de 4G em 2017 e agora oferece o serviço em Passo Fundo, Carazinho e mais 46 cidades.

A operadora possui aproximadamente 4 milhões de clientes gaúchos na telefonia móvel, telefonia fixa, banda larga fixa e TV por assinatura.

LEIA TAMBÉM:


Já no estado de Goiás o objetivo é levar as lojas Oi para as cidades de Anápolis, Cidade Ocidental, Mineiros, Aparecida de Goiânia, Itumbiara, Quirinópolis e Santo Antonio do Descoberto.

Atualmente, a operadora conta com 23 franquias em Goiás e investiu mais de R$ 176,9 milhões no estado no ano passado, um aumento de 12% em relação a 2016.

A Oi também aumentou em 233% o número de cidades com cobertura de 4G em 2017 e agora oferece o serviço em 30 cidades goianas. 

Região Centro-oeste


Além das novas sete franquias que a Oi quer abrir em Goiás, a operadora pretende investir em lojas em outros estados da região Centro-Oeste do Brasil. 

A meta é abrir duas lojas em Brasília (DF), três em Campo Grande (MS), uma em Cáceres e uma em Várzea Grande (MT).

O diretor de Varejo da Oi na Região Centro-Oeste, Eneias Bezerra da Silva, ressalta a ampliação no atendimento ao consumidor como estratégica para a companhia. 

“Esperamos expandir em 30% o número de franquias na região no primeiro semestre de 2018. Cidades que não temos presença física são as prioridades, mas precisamos de parceria para fazer acontecer”, informou o diretor.




6 comentários:

  1. Só pra constar que Tocantins não faz parte da região Centro-Oeste.

    ResponderExcluir
  2. Não adianta abrir loja se não investe em Fibra/4G

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A meu ver, a Fibra deveria chegar primeiro do que as Lojas físicas. Se o cliente não perceber uma melhora/vantajem, não há motivação para mudar de operadora!

      Excluir
  3. nao conheço ninguém que use celular da Oi e ainda assim tem incríveis 4 milhões de clientes no RS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os 4 milhões se refere ao número total de clientes Oi no Estado, (Fixo, TV, Internet e celular).

      Excluir
  4. Até que os planos da OI estão bons, mas pena que não investi na cobertura e tambem nas lojas, nas cidade de Barueri-SP é difícil encontrar alguma loja da empresa.

    ResponderExcluir