quinta-feira, 24 de maio de 2018

Conar concorda com Oi e TIM e decide contra comercial da Nextel

O que você achou? 
Somente em 2018, a Nextel já foi alvo de três denúncias pelos comerciais polêmicos, um deles com o antigo ruivo da Vivo.


Mais de dois meses depois da Nextel lançar o primeiro comercial com o antigo “ruivo da Vivo”, surpreendendo o público com o teor polêmico que zombava as concorrentes, o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) votou pela suspensão total do vídeo em qualquer meio de comunicação da operadora.

Já em março, dias depois do lançamento da propaganda, as operadoras TIM e Oi haviam registrado uma denúncia ao Conar e conseguido a suspensão temporária. Mas ainda faltava a votação oficial, que aconteceu somente na última terça-feira (22).





O Conselho de Ética do Conar, por meio da 6ª Câmara em uma reunião em São Paulo, decidiu por unanimidade pela sustação do comercial, que, se ainda estava em algum canal oficial, deve sair definitivamente do ar.

Considerada uma ideia genial por alguns consumidores, a campanha elucidava uma loja da Claro, ridicularizava, digamos assim, um dançarino parecido com o Sven Otten, que aparece nos comerciais da TIM, e trazia o famoso jargão “Oi!” no final. E você, não conseguiu assistir a tempos? Então veja agora com o Minha Operadora:



LEIA TAMBÉM:

A Nextel também recebeu uma denúncia por se intitular como “a melhor operadora do Brasil”, mas, neste caso, o Conar não concordou com as operadoras, já que ela usa uma pesquisa do “Prêmio Estadão” para justificar o título.

E não para por aí. A operadora, recentemente, foi alvo de uma terceira denúncia neste ano, desta vez feita pela Claro. A concorrente registrou a reclamação referente à campanha “A sua internet não é bloqueada”, alegando que, quando acaba a franquia no plano do cliente, a internet pode não acabar, mas tem a velocidade reduzida e, portanto, não deveria ser divulgada como um benefício.

Apesar da Nextel não ter retirado essa última campanha do ar, o comercial com o ator João Côrtes logo foi substituído, por um outro provocativo que anunciava o “moreno da Nextel”. Neste mês, a empresa lançou, novamente com o ruivo, o "Test Drive", que permite o teste de um plano de celular por pelo menos um mês sem nenhum custo.


Um comentário: