segunda-feira, 30 de abril de 2018

O Boticário e Bolsa Família são usados em golpes pelo WhatsApp

O que você achou? 
PSafe diz que 600 mil pessoas foram atingidas pelo golpe do Bolsa Família em menos de 24 horas; links estão sendo compartilhados por usuários do app.

Os golpes aplicados pelo WhatsApp não param. Dessa vez, os cibercriminosos estão aproveitando o Dia das Mães para enviar mensagens aos usuários do aplicativo promovendo um sorteio de kit de produtos O Boticário.

Muitas pessoas têm caído nesse novo golpe já que a marca de cosméticos costuma dar brindes para pessoas que preenchem formulários em seu site. Normalmente, são oferecidos pequenos cremes corporais.

A mensagem enviada pelos criminosos anuncia um falso kit de Dia das Mães do O Boticário e utiliza exatamente a mesma identidade visual das promoções realizadas pela marca.



Golpe do Bolsa Família


Além de utilizar a marca O Boticário, hackers estão utilizando o programa Bolsa Família para atrair vítimas. 

O PSafe, especializada em cibercrime, identificou que ao menos 600 mil brasileiros foram atingidos em menos de 24 horas por esse golpe.

O falso link diz que o usuário deve responder três perguntas para receber um saldo de R$ 954: “você possui o cartão do Bolsa Família?”, “você recebe todo mês?” e “você conhece amigos ou parentes que recebem?”.

LEIA TAMBÉM:
Independente das respostas que a vítima dê, acaba sendo encaminhada para uma página que solicita o compartilhamento do benefício falso para 10 amigos ou 10 grupos do WhatsApp.

O PSafe informou para o ReclameAqui que está bloqueando mais de 40 mil tentativas de acesso ao link por hora.



O que acontece com quem clica nos links?


Ao clicar, o usuário é encaminhado para sites que roubam informações e instalam vírus no celular, tablete ou computador utilizado para o acesso. 

Esses vírus abrem uma porta para que hackers tenham acesso a dados pessoas do usuário, até mesmo, dados bancários.

Esses links também podem inscrever os usuários em serviços pagos por mensagem que consomem crédito na conta ou mesmo dar lucratividade para os criminosos por meio de cliques no site que o usuário é direcionado.

Prevenção


A recomendação é sempre desconfiar de promoções compartilhadas por WhatsApp e nunca clicar em endereços desconhecidos.

O ideal é procurar o canal oficial da empresa envolvida para confirmar se a promoção existe de fato. Usar antivírus no celular também é uma medida importante.



Nenhum comentário:

Postar um comentário