quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Membros do comitê de defesa dos usuários são escolhidos pela Anatel

Novos participantes do CDUST, que exige quatro reuniões por ano, incluem jornalistas, economista, representantes de Associação de Telecom e Procons.

Após anunciar, em agosto, cinco vagas para completar o time da Comitê de Defesa dos Usuários de Serviços de Telecomunicações (CDUST), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que acaba de completar 20 anos, divulgou, nesta quarta-feira (1), quem foram os selecionados.

Qualquer pessoa sem vínculo empregatício com operadoras brasileiras poderia se inscrever nas vagas, que, apesar de não serem remuneradas, permitem que a pessoa represente os usuários de telecom por quatro anos. Um dos selecionados representará as entidades de classe de prestadores de pequeno porte.

O CDUST, que assessora o Conselho Diretor da Anatel em temas relacionados à defesa e à proteção dos direitos dos usuários, também é responsável por propor melhorias para as atividades regulatórias da Agência, como o desbloqueio de celular e a revisão de regulamentação sobre a gestão de qualidade do serviço de celular. 

O Comitê é formado por 16 membros, sendo quatro representantes da Anatel, cinco de instituições públicas e privadas, e sete dos usuários de telecomunicações ou entidades de defesa do consumidor. Contando ainda com representantes de entidades como Procons, o Comitê se reúne quatro vezes por ano.

Veja as informações sobre os novos participantes do CDUST, com informações da Anatel: 

  • Erich Matos Rodrigues, da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), foi nomeado para preencher a vaga de representante de entidade de classe de prestadora de pequeno porte. Erich é engenheiro civil, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com especialização em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pós-graduado em Engenharia de Produção. Foi vice-presidente da Abrint de 2011 a 2012 e presidente de 2015 a 2017. Hoje ocupa o cargo de vice-presidente do Conselho Consultivo da associação. 
  • Laura Tresca foi escolhida como representante da organização não-governamental de defesa de direitos humanos Artigo 19, que tem enfoque em liberdade de expressão e acesso à informação. A jornalista e cientista social é diretora de projetos da Artigo 19. A suplente designada para esta vaga é Maria Inês Dolci, representante de usuários. 
  • Marina Pita é coordenadora do Intervozes (Coletivo Brasil de Comunicação Social). Ela é jornalista especializada em telecomunicações e já atuou como repórter do portal Telesíntese; do Terra; do IDG Now (2008-2010); e do Diário do Comércio, Indústria e Serviços. Também foi assessora do Conselho Regional de Serviço Social (SP) e pesquisadora da Freenet Film. O suplente para esta vaga é Pitágoras Lacerda dos Reis, representante de usuários. 
  • Moyses Bendahan é diretor do Procon/PA. Economista formado pela Universidade Federal do Pará, com especialização em Administração e Finanças pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Seu suplente no conselho é Marcelo Salomão, representante do Procon/MS. 
  • Sophia Vial é diretora-executiva do Procon municipal de Porto Alegre (RS). Ela é professora da Faculdade de Direito do Consumidor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mestre em Direito e especialista em Direito do Consumidor pela mesma instituição. A professora já atuou como coordenadora de processos administrativos da Secretaria Nacional do Consumidor e, atualmente, é membro de um grupo de pesquisa sobre Mercosul e direito do consumidor. A suplente é Janice Freigang, do Procon de Navegantes/SC.
LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.