terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Oi dá início a prazo para credores escolherem opções de pagamento

O que você achou? 
E a saga entre acionista X operadora continua, já que Pharol afirma que mantém convocação de reunião para esta quarta-feira.


A Oi enviou um novo comunicado na noite de segunda-feira (5) falando sobre seu plano de recuperação judicial, homologado pela Justiça em 8 janeiro. Agora, começa o prazo para que os credores possam escolher entre as opções de pagamento de seus créditos, na forma prevista no plano.

O prazo é de 20 dias: de 00:00 do dia 6 de fevereiro até às 23:59 do dia 26 de fevereiro. Todas as informações sobre os procedimentos e a escolha de opções de pagamento já estão disponíveis no site da recuperação judicial.


E depois de comunicar que não faria nenhuma assembleia para acionistas, mesmo após ter sido convocada, a Pharol, que detém 22,24% da companhia, voltou a dizer ao mercado que está convocando a assembleia geral de acionistas para esta quarta-feira (7). 

LEIA TAMBÉM:

O comunicado oficial foi enviado ontem pela acionista, a maior da operadora, e os assuntos seriam a violação dos termos para aprovar o plano de recuperação judicial com os credores e a ação de responsabilidade contra administradores da Oi.

Quando a Oi afirmou que não faria a reunião, com base em decisões e recomendações da Justiça, a Pharol afirmou que “trata-se de mais um ato arbitrário da Oi em violação a direitos essenciais dos seus acionistas”. Para a empresa, nenhuma decisão judicial deveria determinar o cancelamento da Assembleia Geral, uma vez que outros assuntos também devem ser discutidos.

Em resposta, mais uma vez, à convocação, a Oi emitiu um novo comunicado nesta terça-feira:

"A Oi, em complemento ao Aviso aos Acionistas de 02 de fevereiro de 2018, informa a seus acionistas e ao mercado em geral que tomou conhecimento, ontem, de decisão do Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro que rejeitou pedido da acionista Bratel S.A.R.L. de reconsideração parcial da decisão que homologou o plano de recuperação judicial, tendo restado integralmente mantida tal decisão, inclusive no que se refere a não realização da Assembleia Geral Extraordinária da Companhia convocada pela Bratel S.A.R.L para o dia 07 de fevereiro de 2018".


Nenhum comentário:

Postar um comentário