quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Senadores defendem universalização da banda larga e do 5G no Brasil

O que você achou? 
Cortes no orçamento do governo para 2018 devem prejudicar investimentos no setor.

Nesta terça-feira, 12, a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado aprovou o relatório sobre a política de banda larga no país. O documento é de autoria do senador Jorge Viana (PT-AC) e defende a implantação em massa da banda larga e das transmissões 5G no Brasil. 

Segundo Viana, atualmente existem cerca de 36,7 milhões de domicílios brasileiros que não possuem acesso à internet no país. O presidente da comissão, senador Otto Alencar (PSD-BA) questionou a falta de interesse do governo na realização de investimentos nas tecnologias.



Depois de analisar a política de banda larga no Brasil, a CCT destacou que os cortes em investimentos públicos realizados pelo governo no orçamento aprovado para 2018 devem comprometer ainda mais os avanços tecnológicos para a universalização da internet no país. 

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) terá um orçamento de R$ 3,2 bilhões em 2018, uma diminuição de R$ 1,7 bilhão em comparação com 2017. Em resposta a redução de orçamento, Jorge Viana considera que a aprovação do PLC 79/2016 é essencial para mudar os rumos dos investimentos do setor, direcionando os gastos para a banda larga. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário