sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Poste com cabos da Oi cai em cabeça de mulher durante manutenção

O que você achou? 
Caso aconteceu no Maranhão, em uma feira movimentada no bairro Cidade Operária.

Um poste com cabos de telefonia da Oi caiu na cabeça de uma mulher na feira do bairro Cidade Operária, em São Luís do Maranhão, na última terça-feira (19). Segundo feirantes, o acidente aconteceu enquanto a equipe da empresa Conecta, subsidiária da Oi, fazia a manutenção nos cabos.

O poste tombou e levou outro ao chão, de acordo com informações apuradas pelo G1 Maranhão. Apesar da gravidade do caso, o estado de saúde da moça, identificada como Lígia Maria Andrade, ficou estável após ser levada ao hospital. Ela ficou com um corte na cabeça, mas está fora de perigo.




A Oi confirmou o acontecido, mas não deu detalhes sobre a causa do acidente, mas a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) disse, através de nota, que vai investigar o que causou a queda do poste, que poderia ter machucado mais pessoas pela grande movimentação da feira que acontecia naquele momento.

Veja na íntegra o que falaram as empresas após o ocorrido:

Nota da Oi

"A empresa OI informa que um poste veio a cair durante a manutenção de seus cabos. A companhia acrescenta que uma equipe técnica foi acionada para restabelecer os cabos danificados e readequar a rede o mais brevemente possível".

Nota da Cemar

"A Cemar esclarece que, de acordo com informações preliminares, o acidente aconteceu no momento em que a equipe da empresa Conekta, prestadora de serviços da OI, realizava um serviço nos cabos de telefonia na Feira da Cidade Operária, e durante a realização do serviço um poste tombou. Uma equipe da Cemar já esteve no local para apurar os fatos e levantar as informações necessárias para elaboração do laudo técnico, que elucidará as causas do acidente. A Companhia informa, ainda, que as providências cabíveis ao caso serão tomadas logo após as conclusões do trabalho. Vale destacar que a utilização dos postes deve obedecer aos critérios dos projetos elaborados pelas empresas de telecomunicação. Os projetos devem ser aprovados pela Cemar, e executados em conformidade com as normas técnicas vigentes. Por fim, cada empresa deve estabelecer seus próprios planos de investimento e manutenção para garantir a integridade e conformidade das ocupações com as normas vigentes".

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário