terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Operadoras devem vender latência com a chegada do 5G, prevê Nokia

O que você achou? 
Empresa destaca que operadoras podem vender latência, de acordo com os planos contratados pelos consumidores.

Em participação no Fórum de Tecnologia e Inovação, realizado nesta segunda-feira, 11, no Rio de Janeiro, representantes da Nokia afirmaram que as operadoras devem passar a vender latências e velocidades de conexão diferentes, de acordo com o plano contratado pelo cliente. 

O chefe de soluções da Nokia, Wilson Cardoso, destacou que talvez as operadoras não estejam preparadas para a venda de latência. O executivo também enfatizou que para isso seria necessário a comercialização de planos com limite de latência. 




A latência assegura a estabilidade e a qualidade na velocidade da internet, ou seja, é o tempo que um pacote de dados leva para ir de um ponto a outro. Entre alguns exemplos clássicos de latência estão o tempo de resposta para acessar um site e o tempo que um e-mail enviado leva para chegar ao destinatário. 

Em junho durante evento em Xangai, na China, a Nokia apresentou a tecnologia 4,9G que reduz a latência da rede para menos de dois milissegundos, rendimento bem próximo aos níveis que devem ser alcançados pelo 5G. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário