segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Operadoras devem pressionar governo pelo fim da neutralidade de rede

O que você achou? 
Inspiradas pelas ações do governo americano, operadoras podem voltar a pedir o fim da neutralidade de rede no Brasil.

Segundo informações da Folha de São Paulo, as principais operadoras de telefonia brasileiras estão aguardando a decisão da Agência Americana de Telecomunicações (FCC, sigla em inglês) para voltar a pressionar o governo brasileiro pelo fim da neutralidade de rede

O presidente da FCC, Ajit Pai, indicado por Donald Trump, quer acabar com as normas criadas pelo ex-presidente americano, Barack Obama. O processo será julgado antes do fim do ano e caso seja aprovado, vai acabar com a neutralidade de rede nos Estados Unidos. 


Com a mudança, as operadoras e provedores de internet poderiam bloquear o acesso de seus clientes a determinados conteúdos, diminuir a velocidade de conexão, favorecer e aumentar os valores dos planos de internet e cobrar individualmente por streamings e aplicativos como a Netflix e o WhatsApp. 

Se o fim da neutralidade de rede nos Estados Unidos for confirmado, as operadoras brasileiras voltarão pressionar o governo pela revogação do Marco Civil da Internet, que impede às práticas citadas acima. 

Em setembro, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) considerou normal a venda de planos com WhatsApp ilimitado, o que não poderia acontecer de acordo com as normas, que não diferenciam os tipos de serviços. A decisão gerou reclamações de entidades de defesa do consumidor como a Proteste.

LEIA TAMBÉM:


Um comentário:

  1. 2018 será o ano de brigas entre operadoras e sociedade. Ano que vem, será definido se pode ter ou não franquia na banda larga fixa e, agora, mais essa questão do fim da neutralidade da rede, que também será ruim para nós, usuários da internet.

    ResponderExcluir