quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Como eram os planos de dados antes da neutralidade de rede nos EUA

O que você achou? 
Antes de 2015, alguns planos só davam acesso a uma rede social.

Como você viu no Minha Operadora, o FCC dos Estados Unidos derrubou a lei de neutralidade da internet. Com isso, os americanos poderão ter de volta os mesmos planos que eram oferecidos antes da obrigatoriedade de 2015. Mas como funcionava o serviço de internet dos Estados Unidos antes da neutralidade?

Pode parecer uma surpresa, mas os planos de internet que as empresas norte-americanas ofereciam eram bem diferentes dos quais temos aqui no Brasil. Na verdade, as regras pareciam com os planos de celulares nacionais.



Por exemplo, antes da neutralidade, existiam empresas que ofereciam acesso apenas a uma rede social - Facebook, Twitter, Pinterest, Instagram. Se o usuário desejasse acessar mais de uma  plataforma teria que pagar uma taxa adicional.

Já em outro caso, a operadora liberava uma conexão maior para o serviço de streaming de determinada empresa (geralmente parceira), porém limitava o acesso a outros sites de vídeo.

Isso tudo só mudou em 2015, após o FCC - seguindo a recomendação do presidente Barack Obama - determinar que todas as operadoras precisariam seguir as regras de neutralidade.

Embora a questão não esteja completamente encerrada, com o congresso americano ameaçando derrubar a determinação do FCC, o fato é que, oficialmente, a neutralidade da internet não existe mais nos Estados Unidos.

No Brasil, a neutralidade ainda é vigente... tornando impossível que as operadoras ajam fora das determinações.

LEIA TAMBÉM:
>> Pioneiros da internet saem em defesa da neutralidade de rede
>> Brasil é um dos países que mais violam a neutralidade de rede
>> WhatsApp de graça fere a neutralidade de rede? Cade diz que não


Um comentário: