terça-feira, 21 de novembro de 2017

Vício em usar o celular? Instituto brasileiro cria "Detox Digital"

O que você achou? 
Instituto Delete quer oferecer tratamento e suporte no uso abusivo das tecnologias da internet.


Conhece alguém que passa muito tempo no celular? Tanto tempo no virtual que chega a prejudicar sua relação com as pessoas no mundo real? Então talvez você devesse indicar para ela o “Detox Digital” proposto pelo Instituto Delete. 

A organização brasileira foi criada em 2013 para entender o impacto das tecnologias no comportamento humano e evitar a nomofobia (angústia de ficar sem celular). Apesar de defenderem o uso digital consciente, que raramente é seguido nos dias atuais, seja porque é preciso utilizar o celular constantemente para o trabalho ou porque simplesmente a pessoa não consegue largar as redes sociais nem por meia hora, os fundadores também decidiram oferecer um tratamento para os “viciados” em internet e celular.



A ideia do Detox Digital é atuar de fato como um suporte no uso abusivo, com a desintoxicação de cada pessoa de maneira única, só que dos aparelhos móveis. Executivos, estudantes, crianças, pais, atletas, profissionais da saúde e educação, RH, call center: ninguém fica de fora da lista de público-alvo do instituto, que acredita que qualquer pessoa que busque informações sobre o uso digital consciente pode contratar seus serviços.

Para participar do programa, os usuários precisam passar por um teste que vai indicar qual é o nível do vício no celular e como ele pode estar prejudicando sua vida como um todo. Desta forma, os profissionais da saúde, comunicação e educação do Delete conseguem apresentar e aplicar uma espécie de tratamento personalizado, com exercícios diários, troca de experiências e feedback.

Poderia ser brincadeira, mas não é. O instituto, que fica localizado no Rio de Janeiro, destaca, inclusive, que a pessoa pode ser encaminhada para tratamento psicológico caso seja identificado algum transtorno com a consultoria. Em seu site, disponibiliza alguns testes para que a pessoa descubra se é ou não dependente da internet, do celular, do Facebook ou WhatsApp.

Será mesmo que funciona? E será que as pessoas vão confessar que precisam de uma desintoxicação para ficarem longe do celular?

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário