terça-feira, 7 de novembro de 2017

Veja quais operadoras recebem mais reclamações na Proteste

O que você achou? 
E quais são os problemas mais comuns registrados pelos consumidores de Claro, Nextel, Oi, TIM e Vivo? Acesse os resultados.

A PROTESTE – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor divulgou, na edição de outubro de sua revista, quais foram as operadoras de telefonia mais reclamadas por seus associados entre janeiro e julho de 2017.

Embora a Vivo venha registrando a maior queda de reclamações na Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) com os serviços de telefonia móvel e fixa, ela é a operadora que mais gera insatisfação, pelo menos daqueles que registram suas queixas para a Proteste, com 27% do total de reclamações.

Em seguida vem a Claro (25%), depois Oi (21%), TIM (14%) e Nextel (10%) por último. Os resultados podem ser influenciados pelo número de consumidores de cada operadora, uma vez que a Vivo tem a maior base de clientes de celular no Brasil, chegando a 74 milhões, enquanto a Nextel, entre as cinco maiores operadoras, tem a menor base, com cerca de 2 milhões de clientes.

De acordo com a Anatel, as operadoras fecharam setembro de 2017 com a seguinte base:
  1. Vivo: 74.561.948 clientes
  2. Claro: 60.398.003 clientes
  3. TIM: 59.390.157 clientes
  4. Oi: 41.911.167 clientes
  5. Nextel: 2.622.341 clientes 
Proporcionalmente, clientes da TIM parecem ter registrado menos reclamações na Proteste do que as outras operadoras. Quanto aos motivos mais comuns de problemas entre os consumidores, destacam-se a entrega de produtos ou serviços (19%), a fatura injustificada (18%) e o descumprimento de oferta (10%). Os outros 53% foram classificados como “outros” problemas. 

Para registrar uma queixa na Associação, é possível acessar proteste.org.br/reclame ou ligar para 0800 282 2204. E se, em outros casos, você ainda não sabe se deve reclamar para a Anatel, para o Procon ou juizado especial, acesse a matéria divulgada pelo Minha Operadora nesta segunda-feira (6).

LEIA TAMBÉM:


Um comentário: